Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

“Este tempo de isolamento nos apresenta aspectos positivos para o resgate de cuidados da vida, com a natureza e de prevenção” diz psiquiatra Verônica Lazzari

Baixar Áudio por Denise Furlanetto

Pense em sua saúde física e mental

Foto: Divulgação

O enfrentamento do novo coronavírus, com o isolamento e convívio familiar é uma boa oportunidade para se refletir e buscar resgatar o que se perdeu diante da agitação da vida atual. Essa pandemia pode nos deixar lições positivas, em benefício as nossas famílias, à sociedade e à natureza.

O conflito entre saúde e economia será superado, entende a psiquiatra Verônica Lazzari. Mas o que se precisa, neste momento, é seguir as orientações do Ministério da Saúde que é se isolar e adotar as medidas de higiene. Fazendo isso, as pessoas estarão cuidando da saúde física delas e dos outros. E para a saúde mental, é preciso buscar um equilíbrio diante do excesso de más notícias. Desligar-se um pouco das informações e nos permitir a fazer coisas diferentes, de bom convívio familiar, assistir um bom filme, ler um bom livro, fazer uma boa receita tornam este tempo mais leve, produtivo e que fazem muito bem para a nossa mente.

Fazer estas coisas boas, nos tira do foco da infecção, da dor e da incerteza. Ter medo não é ruim, diz a psiquiatra, porque o medo nos ensina a ter proteção. Se eu tenho medo de algo eu vou me cuidar. O problema é quando esse medo se torna pânico.

Com base em um estudo científico, a psiquiatra diz que o maior fator preventivo para não se ter um dependente químico dentro de casa, é fazer as refeições em família. E é o que as famílias neste momento estão fazendo. Este estudo é importante os pais terem conhecimento para saber do impacto que situações simples, como uma refeição em família, fazem a diferença na prevenção ao uso de drogas que também é uma epidemia que estamos enfrentando.

A psiquiatra também lembra da importância da fé, independentemente, da religião, que é fundamental para que possamos melhorar como pessoa, com o convívio com os outros e com a natureza. A fé nos ajuda a passar por estas situações de incertezas. Exemplos positivos estamos observando a toda a hora de solidariedade, pessoas costurando, fazendo doações para equipar o hospital, fazendo compras para os idosos, enfim que faz bem para quem pratica este gesto, sentindo-se útil e também a quem recebe. Na natureza temos observado que em poucos dias de isolamento consegue se recompor, mudando paisagem com a volta de águas limpas, ar puro.

Ela elogia que os garibaldenses estão respondendo a este chamado de isolamento para que logo aí todos possamos todos novamente se abraçar.

Entrevista completa em escute a notícia


 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Garibaldi

Enviar Correção

Comentários