Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Programa de Domingo
19:00:00
 
 

Representantes de duas escolas estaduais falam sobre o ensino remoto até o final do atual ano letivo

Baixar Áudio por Denise Furlanetto
Foto: Divulgação

Na manhã de quarta-feira, dia 7.10, em reunião entre Secretaria Municipal de Educação, prefeito, diretores de escolas da rede municipal e estadual de ensino  de Garibaldi foi decidido que o Ensino Fundamental e Médio seguirá com aulas remotas, neste ano, sem a possibilidade de retorno de forma presencial. O Ensino Fundamental terá o encerramento do ano letivo no dia 30 de dezembro e o Ensino Médio, dia 8 de janeiro.

Em entrevista à Rádio Garibaldi, o vice-diretor da Escola Estadual Santo Antônio, Moacir Schneider, diz que houve um consenso neste sentido de se cuidar da saúde e até porque não há mais tanto o que fazer neste ano que se encaminha para o seu final. Lembra que na semana passada, o governador do Estado chamou atenção da Serra quanto ao crescimento de internações por covid-19. Segundo Moacir são seis meses que não ocorrem aulas presenciais. Este novo jeito de educar, segundo Scheneider, está funcionamento relativamente bem e os professores estão preparados para aulas virtuais, além de fazer encaminhamento de atividades de forma física. Ele chama atenção também que se houvesse o retorno da presencialidade, os professores teriam que duplicar as suas horas de trabalho para atender os que estão em sala de aula e os que estão em casa.

A diretora do Instituto Estadual Professora Irmã Teofânia, a maior escola de ensino médio do município, Ivonete Cantoni diz que esta resolução do município deixa a todos mais tranquilos e seguros de que a forma que está sendo empregada está dando resultado. Esta decisão foi importante para a direção, professores e alunos em número de 700 matriculados para que se conclua este ano com ensino de forma remota ou atividades físicas, quando há necessidade. Ivonete explica que a escola está fazendo um acompanhamento do aluno mesmo à distância. São poucos os alunos que estão com atividades pendentes, diz a diretora. A escola conta com 55 professores e colaboradores e 39 em sala de aula. Destes em sala de aula, 10 não retornariam porque são do grupo de risco. A Escola  não recebeu EPIs por parte do Governo do Estado. O que existe até o momento são EPIs adquiridos com recursos da escola.

Acompanhe a manifestação em escute a notícia


 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Garibaldi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais