Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Vi uma fagulha infinita de vida

Neusa Picolli Fante

Lá, onde a tristeza se encontra com o sol, existe um lugar mágico na plenitude desse se aninhar – lugar de reinício, mergulho e conexão. Acolhida que aquieta angústias, alivia a alma, resgata a esperança.

O sol que renova, que inunda, acalma e redireciona o ser cansado se mostra intenso nesse lugar.

Abranda e modifica, fazendo-nos entrar em outra sintonia, mais leve e perene.

Lá, naquele estar, havia a plenitude de um encontro... a maturidade de quem passou por difíceis caminhos e hoje protege tudo que se acomodou. De mãos dadas consigo, agora, brilha a fagulha de vida que adorna a si e a relação desse seu estar.

Vi a fagulha de sol inundar uma alma... uma palavra, um gesto, o ser de luz a penetrar. Em nossas jornadas, o ser cansado e doído do difícil caminhar repousa agora num novo lugar.

Assim o raio de sol veio nos alcançar... como uma brisa serenou, e veio nos acalmar...

 

 

Sobre o autor

Neusa Picolli Fante

Psicóloga Clínica e Especialista em Teoria, Pesquisa e Intervenção em Luto. Graduada em Comunicação Social.  Autora do livro Caminho dos Girassóis: Uma abordagem sobre o luto, Dor sem Escuta, Entrelinhas da Vida, Quintais da Minha alma.

Enviar Correção

Comentários