Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Pensando Bem: o tempo de Deus

Baixar Áudio por João Paulo Deluca

Acompanhe o comentário de Frei Aldo Colombo

Foto: Divulgação

Depois de dias cinzentos, o sol iluminou a manhã o domingo. A mãe tinha uma longa lista de tarefas a fazer, tanto mais que esperava alguns casais amigos para o almoço. Enquanto agilizava suas atividades, mantinha as crianças entretidas com brinquedo e guloseimas. Elas pareciam felizes, até que uma delas começou a chorar. A mãe forneceu um novo brinquedo, mas ela o deixou de lado, esclarecendo: eu não quero brinquedos, eu preciso de você. A mãe, então, deixou de lado os afazeres e tomou, amorosamente, a criança no colo.

Somos filhos do nosso tempo e, quase sempre, temos mais atividades que possibilidades. Diante disso, excluímos algumas delas, por considerá-las sem importância. Ou acabamos na legião dos estressados, perdendo a alegria e a qualidade de vida. Quando a agenda é maior que o nosso tempo, é necessário organizar nossa vida, priorizando as tarefas mais importantes.

O tempo é um presente que Deus nos concede para nosso amadurecimento. É o espaço do seu amor. Usar cada momento com intensidade é uma maneira de agradecer a Deus. Nossa escala de valores nos diz quais as coisas mais importantes. Não na teoria, mas na prática.

Muitas vezes nossa linguagem nos trai e nos desculpamos: não sobrou tempo... e isto atinge nossa oração, nossa missa semanal. É a perigosa “teologia das sobras”. Damos a Deus as sobras, quando há sobras. Esquecemos a Deus na vida diária, mas corremos a Ele nos momentos difíceis. Não esperemos a infelicidade para lembrar de Deus.

Diante da complexidade de nossa vida, é importante privilegiar um tempo para a oração em cada dia e para a grande celebração semanal do Domingo. A oração diária ilumina todo resto do dia; celebrar o domingo é a melhor maneira de santificar a semana. É devolver a um pouco do tempo que Ele , generosamente, nos dá.

O Domingo pode ser divido em três momentos: descanso, vida familiar e participação comunitária. Os filhos precisam do tempo dos pais; Deus é nosso Pai e quer que partilhemos com Ele um pouco de nosso tempo. A espiritualidade não é uma obrigação, mas um privilégio. Mais do que nossas atividades, Deus precisa de nós.

Frei Aldo Colombo

Acompanhe em escute a notícia.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Garibaldi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais