Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
 
 

Com deságio de apenas 1,3%, Serra conhece valores dos futuros pédágios

Central de Conteúdos Rádio Garibaldi AM

Viagem de Garibaldi a Porto Alegre custará mais de R$ 35

Foto: Arquivo Rádio Garibaldi

Foram conhecidos na tarde desta quarta-feira, 13/04, os valores que serão cobrados nas praças de pedágio que serão instaladas na Serra Gaúcha e Vale do Caí. A definição veio através do leilão do Bloco 3 de rodovias, realizado na Bolsa de Valores de São Paulo.

Apenas uma empresa apresentou-se para o leilão, o Consórcio Integrasul, formado por duas empresas paranaenses, a Silva & Bertoli Empreendimentos e Participações Societárias SA e Gregor Participações LTDA. O que surpreendeu foi o baixo deságio, ou seja, o desconto aplicado sobre o valor base das tarifas de pedágio impostas no edital: o Consórcio apresentou apenas 1,3%, ou seja, o valor será muito próximo dos preços máximos.

Os valores e localização das praças são os seguintes:
- Carlos Barbosa (km 6 da RS-446): R$ 7,84
- São Sebastião do Caí (km 4 da RS-122) - atualmente em Portão: R$ 9,82
- Flores da Cunha (existente no km 100 da RS-122, mas irá para o km 103): R$ 6,84
- Ipê (km 150 da RS-122): R$ 6,88
- Farroupilha (km 45 da RS-122): R$ 8,49
- Capela de Santana (km 30 da RS-240): R$ 7,18

É importante ressaltar que esses valores ainda podem aumentar, baseados no IPCA vigente quando iniciar a cobrança. Além disso, quando as duplicações previstas no edital forem concluídas, o preço também deverá subir sunstancialmente, sem contar nos reajustes anuais baseados no IPCA.

O modelo prevê desconto de 5% na tarifa para quem utilizar meios eletrônicos de pagamento, como as tags que não exigem parada nas cancelas. Esse desconto será somado a outra redução destinada a quem viajar com frequência e que varia de 5% de desconto para 4 a 7 viagens dentro do mês a 15% de desconto para quem fizer 20 ou mais viagens. Dessa forma, quem fizer 20 viagens utilizando meios eletrônicos de pagamento poderá pagar uma tarifa 20% menor. Entretanto, não haverá isenções, como para os moradores das cidades onde as praças estão inseridas.

A assinatura do contrato deverá ocorrer em até 120 dias da homologação do resultado do leilão. Já a cobrança dos pedágios deverá iniciar um ano após a assinatura, para as praças que ainda serão construídas, e imediatamente após o início da concessão para as praças que já existem (Flores da Cunha e Portão - até a gtransferência para São Sebastião do Caí).

Entre as obras previstas no edital, estão a duplicação da ERS 446, da RSC 453 e da BR 470 (caso ela seja estadualizada novamente). Baseados nestes valores, uma viagem de Garibaldi, Carlos Barbosa ou Bento Gonçalves até Porto Alegre, tendo como rota a ERS 446 e a ERS 122, custará R$ 35,32 apenas em pedágios. 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Garibaldi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais