Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

Recém-nascido internado em Hospital de Soledade aguarda vaga em UTI neonatal

Baixar Áudio por Leticia Nunes

Menino está na pediatria da casa de saúde estabilizado, acompanhado pela médica Cleusa Scipione e demais profissionais

Hospital Frei Clemente de Soledade

A médica pediatra Cleusa Scipione, conjuntamente com os demais profissionais do Hospital Frei Clemente acompanham de perto o caso de um recém nascido que passou por complicações ao nascer. Este fato iniciou na noite de domingo, 07/07, quando a mãe de 16 anos se encaminhou, acompanhada de sua genitora para o município de Soledade a fim de dar a luz a criança.

Segundo Cleusa Scipione, que acompanha o caso, por volta de 00h47min, de segunda-feira, 08/07, começou o procedimento do parto, que teve uma evolução rápida, mas que se complicou nos momentos finais, pois o bebê nasceu com ausência de reflexos. Com isso, houve todo um esforço do médico Léo Graciolli e da equipe de enfermagem a fim de reanimar a criança.

Todo o procedimento foi louvável, conforme Cleusa, pois a criança foi reanimada e continua sob os cuidados da ala pediátrica da instituição, porém a preocupação está em torno de como a criança irá evoluir, se haverá piora em seu estado de saúde ou não, por isso da necessidade do encaminhamento a um leito em uma UTI neoatal.

Nestes casos, em que é preciso a transferência para uma unidade considerada de alta complexidade, o controle é efetuado pela Central de Regulação do Estado. "Ocorre que as vagas são poucas e a própria central  de leitos tem critérios de preferência para preenchimento. Não é uma coisa que dependa de nós, esta vaga depende de liberação, junto a Central de Regulação", explica Cleusa.

Apesar de a mãe não ter apresentado, a carteira do pré -natal, no momento da internação no hospital de Soledade, de acordo com a médica a gravidez apresentava o tempo necessário de conclusão. "Infelizmente nossos colegas não tinham o acesso a esta informação, no entanto, pela avaliação médica realizada, a mãe apresentava 40 semanas e dois dias de gestação, portanto a termo, nem mais e nem menos que o necessário".   

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais