Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

68ª Romaria de Fátima da Diocese de Cruz Alta se consolida como a maior já realizada

Baixar Áudio por Marcus Vinicius Prates de Souza

Estima-se que em torno de 180 mil fiéis se fizeram presentes

Com um público aproximado em 180 mil pessoas A 68ª Romaria de Fátima realizada no último domingo, 13/10, pela Diocese de Cruz Alta se consolida com o maior evento já realizado. A informação foi repassada pelo Padre Ari Braganholo, reitor do santuário diocesano nossa senhora de Fátima

As atividades segundo o reitor, iniciaram ainda na madrugada, com a realização da primeira missa, no santuário, para todos os colaboradores da tradicional romaria. Após a missa de acolhida,  na Catedral Diocesana, os devotos seguiram com a Imagem de Nossa Senhora de Fátima, em procissão, até o Santuário, onde Dom Adelar Baruffi celebrou a missa dos romeiros.

Em sua homilia, Dom Adelar lembrou que “a Romaria não se resume em pedir graças e pagar promessas à Virgem Maria. Isto é muito pouco. Todas as vezes que olhamos para a Virgem Maria, aqui Nossa Senhora de Fátima, brota em nós a gratidão pelo grande amor materno que dela recebemos. Sabemos que somos filhos amados e ela acompanha nosso caminhar para Cristo”.

Neste ano, a romaria trouxe o tema “Batizados e enviados”. Desta forma a Diocese de Cruz Alta acolhe o convite do Papa Francisco que, em comemoração dos cem anos no lançamento da carta de Bento XV, Maximum Illud, convocou a todos para a missão, proclamando o mês de outubro de 2019 como Mês Missionário Extraordinário.

A Novena na Catedral 

A novena preparatória, que voltou a ser realizada na Catedral, contou com grande participação dos fiéis, em todas as noites. Embora esteja passando pelo processo de revitalização, foi possível que centenas de pessoas participassem das missas e vissem de perto o que já está pronto. Após a romaria, as obras serão retomadas.

Durante a romaria, foi realizada a coleta dos envelopes – distribuídos nos grupos de reflexão e, também, nas noites da novena – para aqueles que desejaram contribuir com as obras.

A contribuição ainda pode ser feita diretamente na Secretaria Paroquial.

Alimentação

Conforme informações da equipe de casais organizadores desta edição da Romaria, a comercialização de produtos alimentícios durante o dia foi muito positiva. Embora os dados oficiais saiam nos próximos dias, as vendas ficaram em torno de: salada de frutas - 4500 (copos); Maionese – 350 (potes); Cachorro quente – 2000 (unidades); Risoto – 380 (porções); Cucas- 2800 (unidades); Galeto – 500 (cartões); Churrasco – 1800 (cartões) e Camisetas – cerca de 1000.

Atividades no Santuário

A programação foi bastante diversificadas, proporcionando aos participantes, momentos de integração, animação e reflexão.

Logo cedo, foram abertos os portões do Santuário, para receber aqueles que chegaram com o amanhecer. Uma missa, celebrada pelo Pe. Ari Braganholo, foi realizada as 5h, especialmente para a equipe de casais organizadores e demais voluntários, que estiveram trabalhando durante o dia.

Na parte da tarde, no pavilhão do Santuário, teve apresentação da Banda Militar da AD3, com músicas diversas. Em seguida, os jovens apresentaram o Flash Mob Mariano, com direito a lançamento do desafio aos jovens de Osório.

O Flash mob é uma das atividades que já se tornou tradicional na romaria, acontecendo pelo terceiro ano consecutivo, organizado pelo Setor Juventude da Diocese e apresentado por jovens de todas as paróquias da Diocese. Os jovens se apresentaram, neste ano, com a música “Ei-me aqui” da banda Missionários Shalom. A coreografia é da professora de dança Patrícia Carpes, de Cruz Alta.

Lançamento do Ano Vocacional

Na parte da tarde, Dom Adelar Baruffi, juntamente com o Serviço de Animação Vocacional – SAV, da Diocese de Cruz Alta, lançou o Ano vocacional Diocesano, com o objetivo de fazer com que os batizados se percebam chamados e enviados. Chamados a descobrir o sentido da vida, a encontrar-se com Jesus Cristo, fazer a experiência de ser amados por Deus e enviados a proclamar o Evangelho como discípulos missionários. “Uma Igreja que se sente chamada é uma Igreja que também é instrumento do chamado, é animadora de todas as vocações. Que todas as pastorais, movimentos e serviços assumam a missão de serem animadores vocacionais”, destacou o Pe. Eliseu Oliveira, Coordenador do SAV da Diocese de Cruz Alta, durante o lançamento.

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais