Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Policial de Soledade é campeão de Jiu-Jitsu nos Jogos da Polícia Civil do Rio Grande do Sul

por Nayam Franco

Inspetor Renan Portela Gonçalves atualmente trabalha na Polícia Civil em Soledade

Foto: Arquivo Pessoal

A 24ª Região Policial com sede em Soledade conquistou uma medalha de ouro na 2ª edição dos Jogos da Polícia Civil em Porto Alegre neste fim de semana.

O inspetor do setor de investigação da Polícia Civil de Soledade Renan Portela Gonçalves conquistou a medalha de ouro na modalidade Jiu-Jitsu.

Renan aceitou conversar com a reportagem da Tua Rádio Cristal sobre as suas lutas na competição, conquista, a importância do esporte na sua vida pessoal e profissional.

Tua Rádio Cristal (TRC) - Como surgiu o interesse em participar desta edição dos jogos?
Renan Portela Gonçalves -
Decidi participar dos jogos da polícia quando tomei conhecimento a respeito do evento há alguns meses.  Infelizmente não consegui participar, ano passado, da primeira edição em razão dos estudos. A Polícia Civil do RS vem demonstrando uma evolução muito grande no que se refere ao incentivo dos policiais à prática de esportes. Isso se dá ao excelente trabalho que a chefia de Polícia, liderada pela chefe de polícia Nadine Farias Anflor, vem fazendo. Para mim, foi um prazer enorme participar do evento.

TRC - Como foram as lutas e a tua participação nestes jogos?
Renan -
As lutas foram muito boas, bem acima das expectativas.  Isso se deu, a meu ver, pela organização do evento. Muito bem organizado, com premiações e solenidades que demonstraram o interesse da instituição em prestigiar os policias que dele participaram. As lutas, em todas as categorias, foram bem disputadas. Foi um campeonato de jiu-jitsu excelente com competidores bem treinados.

TRC - E a conquista, qual foi o sentimento de subir ao pódio para ganhar a medalha de ouro?
Renan - A conquista foi muito satisfatória, resultado dos treinos que vínhamos fazendo, junto com o nosso prof. Daniel Garbini, conhecido como Bacana, e com os colegas de treino. É uma vitória coletiva.

TRC - Qual a tua relação com esportes? Como o Jiu-Jitsu, em especial, faz parte da tua vida pessoal e profissional?
Renan - Sou um fã de esportes. Pratico esportes desde a adolescência. Acompanho os campeonatos em todos os esportes. Quanto ao jiu-jistu, comecei a treinar em Soledade com o mestre Bacana, com quem treino até hoje, apesar de eu estar morando na cidade de Passo Fundo. Iniciei os treinos há anos, mas parei um período novamente em razão dos estudos. Agora, com a vida mais calma, estou conseguindo treinar há praticamente um ano sem interrupções. E isso tem sido muito importante, pois, como Policial Civil, a arte marcial, qualquer que seja, dá a nós (policias) uma excelente ferramenta de trabalho: a defesa pessoal. Vejo o jiu-jitsu como esporte, mas alio o conhecimento à função policial também, caso seja necessário usá-lo. Além disso, esporte é vida.

TRC - Pretende participar de outros campeonatos fora dos jogos policiais?
Renan - Com certeza. Já havia participado de um campeonato fora da polícia.  Os jogos da polícia, segunda edição/2019, foram meu segundo campeonato.  Pretendo participar, se Deus quiser, de campeonatos fora da polícia e, claro, dos demais jogos da polícia que ainda virão.

Campeão no Jiu-Jitsu, Renan conquistou a medalha de ouro após duas vitórias por finalização. Além dele, a 24ª Região Policial também conquistou uma medalha de prata, com a escrivã que atua em Soledade, Ana Caroline Flores Daneli que havia conquistado a medalha de ouro em 2018, na primeira edição dos jogos. 

2ª edição dos Jogos da Polícia Civil RS

Neste final de semana, 05 e 06 de outubro, a Polícia Civil realizou a 2ª edição dos Jogos da Polícia Civil. Os Jogos da Polícia Civil tiveram sua 1ª edição em 2018 como um projeto que visa aprimorar o desempenho físico e psicológico dos policiais por intermédio do esporte, utilizando o esporte como um meio de estímulo, integração e valorização do servidor.

As modalidades de futsal, vôlei, jiu-jitsu e rústica aconteceram no Parque Esportivo da PUC, com início às 08h de sábado. Já a prova de tiro aconteceu na associação Socapesca, em Viamão, também no sábado, iniciando às 10h.

Em 2018, os Jogos contaram com 450 policiais civis. Na edição de 2019 foram 620 policiais civis de todo o RS, divididos entre atletas, voluntários e a equipe de organização do evento. Muitos times seguiram juntos e treinando após a 1ª edição, chegando mais fortes em 2019. A novidade deste ano foi a participação de três times de futsal feminino.

Conforme a Divisão de Saúde, do Departamento de Administração Policial, esse tipo de iniciativa, de estímulo à prática de atividades físicas e à integração entre os servidores da instituição, contribui para a promoção da saúde nos aspectos físico e mental, constituindo-se, também, como uma ação preventiva ao adoecimento. Dessa forma, os Jogos da Polícia Civil servem como uma ferramenta importante de valorização profissional, reforçando a sensação de pertencimento coletivo, a socialização entre os pares, além do bem-estar na vida profissional.

Dentre as metas dos Jogos da Polícia Civil estão a prevenção de doenças decorrentes da atividade policial mediante atividade física; condicionamento físico dos servidores da Polícia Civil, dessa forma capacitando o policial para exercer suas atividades com maior eficiência; prevenção de doenças psíquicas como a depressão e alcoolismo; valorização do policial civil; integração entre todos os servidores da Polícia Civil; incentivo à prática das atividades e participação de competições no RS e nos Jogos Mundiais Policiais (World Police and Fire Games).

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais