Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Programa de Domingo
19:00:00
 
 

Esperança no sentido de continuar a fazer

Neusa Picolli Fante

Esperança é um tema que está na boca e no coração das pessoas. Está sendo buscada, desejada e até compreendida erroneamente em alguns momentos. Alguns ainda seguem nessa procura e nem sabem direito o que é, nem como se aproximar dela.

Já falei sobre Esperança – a mudança de planos e sobre estrangular a esperança para que novas esperanças tenham lugar na nossa vida. Hoje vamos falar de esperança que necessita crescer e se desenvolver em nós.

Às vezes a esperança é incansável espera, que o desejado caia no nosso colo, sem esforço nenhum. Espera-se o incompreensível, o distorcido até, muitas vezes. Num viés que só seus desejos alcançam e longe do fazer algo para alcançar, seguem. Prospectando algo, que os faz migrar e viver num mundo paralelo.

Sabemos que muitas vezes as desilusões fazem parte do nosso redirecionar. E, é ali que desejamos que a esperança avance sobre nós e não saia mais. Até esse momento, percebemos a esperança como um tempo de espera, clamando por encontros, por tranquilidade, por conquistas, que segue no nosso coração, que fica latente no nosso íntimo. Enquanto andamos, seguramos com os nossos braços, o desejo de ter esperanças...

Aí nos deparamos com um novo olhar: dar ou ter esperança. Desenvolvê-la no íntimo dos nossos sentimentos e das nossas relações. Ter presente nas nossas atitudes, buscá-la a todo momento, e acima de tudo construí-la nos nossos dias.

As esperanças que nos remetem a presumir e aguardar infinitamente, são atadas a atitudes que podemos correr atrás, que podemos promover, que podem se tornar relevantes. As quais guardamos no nosso peito.

Não nos deixemos levar pelo tempo de espera. Queira aprendermos cada vez mais a esperança de modificar. Buscá-la da maneira que nosso entendimento consiga produzir e nos apropriar cada vez mais delas e das mudanças que podemos agregar...

Que a esperança no sentido de continuar a andar, persistir em fazer, insistir em tentar, esteja presente até o último segundo da nossa vida.  

 

Sobre o autor

Neusa Picolli Fante

Psicóloga Clínica e Especialista em Teoria, Pesquisa e Intervenção em Luto. Graduada em Comunicação Social.  Autora do livro Caminho dos Girassóis: Uma abordagem sobre o luto, Dor sem Escuta, Entrelinhas da Vida, Quintais da Minha alma.

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais