Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Poupança pode passar a render menos em 2020

por Bruno Roso

A taxa Básica de Juros, a Selic, é uma das culpadas pelo menor rendimento nesse tipo de aplicação

Foto: Divulgação/Agência Brasil

Os rendimentos da poupança podem render menos a partir de 2020, segundo sinalização do Banco Central. A taxa Básica de Juros, a Selic, é uma das culpadas pelo menor rendimento nesse tipo de aplicação. Hoje a Selic está em 5% ao ano e deve cair em dezembro para 4,5%. Com isso, os rendimentos da poupança vão passar de 3,5% para 3,15% ao ano. Isso pode acontecer porque os rendimentos da poupança são 70% da Selic, mais a Taxa Referencial (TR), que está zerada.

Hoje a Poupança tradicional e integrada rendem 0,29% ao mês. Se a queda da Selic for confirmada, os rendimentos ficarão em 0,26%.  Os investidores que têm poupança antiga e não retiraram os recursos recebem rendimentos maiores. Isso porque todos os depósitos feitos até 3 de maio de 2012 rendem 0,5% ao mês.

O diretor executivo de Estudos e Pesquisas Econômicas da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), Miguel José Ribeiro de Oliveira, afirma que essa nova realidade de a poupança render pouco veio para ficar. “É uma realidade porque os juros vão ficar baixos. Vamos passar aqui no Brasil pelo que aconteceu nos Estados Unidos e na Europa. Nessas economias, os juros eram altos. As pessoas aplicavam em renda fixa. Havia investimentos garantidos e altos. Só que as taxas de juros foram caindo e aí reverteu a situação - a maioria dos americanos e europeus atualmente aplica na bolsa de valores. Vamos ter esse cenário no Brasil - quem quer maior rentabilidade vai ter que assumir risco”, disse.

*Informações extraídas da Agência Brasil

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais