Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Eleição do MTG para na Justiça e posse de Elenir Winck é suspensa

por Bruno Roso

Decisão ocorreu por critério de desempate

Foto: Divulgação

Elenir Winck é a primeira mulher a presidir a entidade máxima do tradicionalismo gaúcho, o Movimento Tradicionalista Gaúcho – MTG. Essa era a manchete inicial das notícias que circulavam ainda no sábado, 11/01, quando Elenir Winck venceu a representante da chapa opositora, liderada por Gilda Galeazzi. Isso porque o pleito terminou empatado, com 530 votos registrados para cada uma, além de cinco votos brancos e nulos.

Sendo assim, a presidente do MTG foi decidida pelo critério de desempate previsto no conjunto de leis da entidade, definido da seguinte forma: em caso de empate, a chapa inscrita que tiver o integrante mais velho fica com o cargo. O grupo liderado por Elenir venceu por ter um homem de 78 anos entre os apoiadores.

Elenir Winck tem 61 anos e é natural de Panambi. Ela assumiria o lugar de Nairo Callegaro, pelo mandato um ano à frente do MTG, entidade que congrega 1.532 CTGs, entre eles os dois da cidade de Marau: Sentinelas do Pago e Felipe Portinho, de Marau.

Ocorre que, o resultado da eleição teve uma reviravolta. Em página pessoalna Internet, Gilda Galeazzi confirmou que a Justiça de Lajeado atendeu o pedido de liminar apresentada pela chapa derrotada. A candidata diz entender que, pelo regulamento, o candidato mais idoso seria o eleito. Gilda tem 65 anos e Elenir Winck, 61. "No entanto, a comissão eleitoral entendeu dar a vitória a Elenir Winck, argumentando que um conselheiro de sua chapa tem a idade ainda mais avançada. Como é público e notório, o que estava em jogo nessa eleição eram duas candidatas. Duas mulheres", observou a passo-fundense, Gilda, que se sentiu prejudicada e acionou a Justiça.

A liminar é assinada pela juiza Carmem Luiza Rosa Constante Barghouti, que argumentou no despacho: "O critério objetivo do parágrafo único do art. 127 do Regulamento é claro no sentido que, em caso de empate, será considerada eleita a Chapa que contiver o candidato mais idoso. No caso, em sede cognição sumária, tem-se que a autora é mais idosa que a concorrente. A interpretação dada pela Comissão que buscou declarar vencedora chapa em que um suplente é a pessoa mais idosa de todos os que concorriam na eleição é questão interpretativa e passível de análise mais aprofundada".

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários