Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Soja, em patamares históricos, anima produtores para a nova safra

Baixar Áudio por Ana Lúcia Jacomini

Nesta semana, o preço da saca de soja na região chegou a R$ 138,00

Cerca de 35% da safra de soja 2020/2021 já está comercializada
Foto: Reprodução/EBC

Nesta semana, o preço da saca de soja na região chegou a R$ 138,00. O valor da commodity forma-se a partir do indexador do buschel na Bolsa de Chicago, considerando as variáveis locais, atualmente, num cenário de aumento no valor do dólar perante o real e do prêmio, que é a lei da oferta e procura, indicando intenções de compra. Segundo o presidente da Acergs – Associação das Empresas Cerealistas do Rio Grande do Sul, Roges Pagnussat, o valor da soja está em patamares históricos e preço de porto, ultrapassa os R$ 145,00. Mesmo com o dólar tendo caído um pouco nos últimos dias, explica ele, a soja não baixou. Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria.

O reflexo desta alta, para a economia brasileira, é animador. Conforme o presidente, a balança comercial do agronegócio vem se mantendo positiva também pelo grau de exportação de soja. Neste sentido, ele entende que o primordial é dar condição para que o produtor produza mais com menores custos, para que se exporte o excedente. Ao contrário, uma produção mais voltada à exportação, acaba por elevar preços no mercado interno, inclusive nas gôndolas dos supermercados, a exemplo do que está sendo percebido com o arroz. No Porto de Rio Grande, 75% das movimentações estão relacionadas às exportações de soja. A entrevista, na íntegra, está disponível no ambiente de podcast.

Como tendência para a próxima safra, que já está em vias de implantação, Roges estima uma elevação na área plantada com a oleaginosa e também novos investimentos em tecnologia, considerando que cerca de 35% da safra 2020/2021 já esteja comercializada nas vendas futuras. “O produtor está confiante pois precisa se recuperar das perdas da safra passada. Neste período do ano passado, as vendas futuras chegavam a 38% para uma estimativa de safra de mais de 20 milhões de toneladas porém, foram colhidos apenas 13,5 milhões de toneladas”, explica o profissional, recordado da estiagem que atingiu o Rio Grande do Sul. Considerando isso, Roges finaliza defenendo que as lavouras de soja deverão receber o maior pacote tecnológico já aplicado por produtores, nos últimos tempos.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais