Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Preço do leite deve se estabilizar nos próximos meses

por Ana Lúcia Jacomini

Se preferir, ouça este conteúdo clicando no player de áudio

Preço médio pago ao produtor, em Marau, está em R$ 1,38
Foto: Reprodução/EBC

O preço do leite deve voltar a ficar estável nos próximos meses. A tendência, conforme Jeferson Smanioto, presidente da Cooperativa Piá, se deve a lei da oferta e da procura. A alta verificada nos últimos dias – tanto nas gôndolas dos supermercados como no valor pago ao produtor, segundo ele, foi motivada pela redução nos estoques, em função da paralisação dos caminhoneiros no final de maio e início de junho, a alta do dólar e a seca em regiões produtoras.

Smanioto explica que o inverno é um período em que o consumo se eleva, então, com procura elevada e oferta em baixa, os preços subiram e chegaram a patamares praticados em 2016. Porém, como o poder aquisitivo das pessoas está menor, logo o consumo diminuiu e, como os estoques estão praticamente normalizados, a tendência é de estabilização nos preços. Em Marau, para os consumidores o litro está custando em torno de R$ 3,40 e o preço pago ao produtor está, em média, R$ 1,38. 

Ouça a entrevista no player de áudio.

O Rio Grande do Sul é o terceiro maior produtor de leite do Brasil. Perdeu uma posição, recentemente, para o estado do Paraná. O primeiro lugar é de Minas Gerais. No estado gaúcho, na nossa região – Região da Produção, está a principal bacia leiteira do Rio Grande do Sul. Dados do Censo Agropecuário do IBGE divulgados há poucos dias, apontam que a produção de leite é a segunda maior atividade agropecuária de Marau, perdendo apenas para a produção de grãos.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais