Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Rebanho leiteiro de Casca passa por análise para melhoria genética

por Camila Agostini

Foram avaliados 160 animais, em 6 propriedades

Foto: Eduarda Molossi

O investimento na melhoria genética é um fator que contribui para o aumento da produção leiteira. Por esse motivo, a Prefeitura Municipal de Casca, por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, está realizando um mapeamento do rebanho leiteiro do Município. A empresa AG Brasil de Inseminação Artificial esteve em Casca, nos dias 1º e 02/02, realizando testes para traçar um perfil do rebanho e analisar qual o melhor programa de acasalamento para ofertar o material genético mais adequado à realidade local. Foram 160 animais avaliados, em 6 propriedades.

O trabalho prático de análise do rebanho foi realizo pelo tecnólogo em desenvolvimento rural, Gilberto Borba da Cunha. Diversas características passaram por avaliação, dentre elas, a estatura dos animais,força, profundidade corporal, largura da bacia, estrutura da garupa, pernas e úbere. O trabalho de campo no Município foi finalizado com uma reunião na noite de quinta-feira, 02/02, com os produtores cujos animais foram avaliados, Prefeitura Municipal, Emater de Casca e Sindicato dos Trabalhadores Rurais. “É importante atrair novos investimentos, mas ainda mais importante é investir naquilo que nós temos em funcionamento, como é o caso da atividade leiteira” salientou o prefeito Domingos Kujawa.

Agora é a vez do trabalho de laboratório. A empresa possui mais de 300 mil touros no banco de dados. O secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Cleber Colle, explica que as características colhidas no município serão avaliadas e será apresentado qual o melhor material genético para os animais em questão. “Esperamos que este trabalho renda bons frutos e melhore a produtividade dos nossos produtores de leite que utilizam o material ofertado gratuitamente pelo Município” explica o secretário.

Casca tem grande potencial produtivo de leite e foi, por duas vezes- em 2010 e 2013 - considerado Capital Gaúcha do Leite,  com mais de 65 milhões de litros produzidos ao ano. Além disso, é abrigo de diversas empresas do segmento, dentre elas uma unidade da Cooperativa Santa Clara que está iniciando a sua instalação no município.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Casca/ Eduarda Molossi

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais