Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Programa de Domingo
19:00:00
 
 

Em defesa da família

Miguel Debiasi

O sínodo dos bispos do Brasil, realizado em 2015, lançou um documento intitulado A vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo. No documento a Igreja do Brasil esboça desafios pastorais às famílias cristãs que respondem à sua vocação e missão. Pois a realidade familiar é decisiva e preciosa para a evangelização das pessoas.

O documento reflete sobre a mudança sociocultural das famílias que influencia todos os aspectos da vida humana. Reconhece aspectos positivos dos novos contextos socioculturais, como maior liberdade de expressão, direitos das mulheres, das crianças. No entanto, há aspectos negativos, como o forte individualismo que desnatura os vínculos familiares e gera crise de fé que repercute no enfraquecimento do matrimônio. Ainda, o documento expressa preocupação com a pobreza material e cultural que leva à fragilidade dos relacionamentos humanos e familiares.

Isso, obviamente, são alguns aspectos da situação das famílias cristãs em sociedade contemporânea. O Diretório da Pastoral Familiar da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) indica os sintomas da mudança sociocultural como o secularismo e o indiferentismo religioso e sua repercussão na família. Também vale lembrar inúmeros estudos e reflexões teológicas contemporâneas sobre a família.

Mas, a família é explorada até numa disputa política. Na última eleição à presidência da república o candidato vencedor apresentou a família como modelo para o país sair da crise moral, ética, política. Em razão disto, a maioria dos cristãos votou nele. No entanto, alguns talvez não saibam que o presidente da república está vivendo com a terceira mulher.

Na sociedade do livre-arbítrio isto não é problema, legalmente se aceita a separação conjugal. O que deveria preocupar sim o cidadão que esperava ver governantes éticos é usar cargos públicos para promover familiares, amigos e benfeitores de campanha política. Promoções permeadas de suspeitas de corrupção e de relações políticas deterioradas moralmente. As promoções representam a política do nepotismo.

O vice-presidente da república General Hamilton Mourão promoveu seu filho ao cargo de assessor especial do presidente do Banco do Brasil, com um salário de R$ 36,3 mil. Como se não bastasse o ato, o filho do vice-presidente vai ganhar um salário três vezes superior ao do atual assessor. O capitão da Marinha Victor Nagem que assumiu a Gerência Executiva da Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras foi promovido pelo presidente da república por ser seu amigo. O capitão em troca da promoção retirou a multa do presidente da república do Ibama por pesca ilegal.

De fato, merece atenção a família cristã. Ao ver a triste realidade em que a maioria famílias cristãs se encontra na pobreza, desassistida por políticas públicas, pelas reformas da previdência e trabalhistas e manipuladas pela ignorância política e religiosa. O atual governo que na campanha usou a família para atacar os adversários defende a sua com as promoções políticas. Além do mais, as famílias cristãs não podem esquecer que o presidente em seu primeiro decreto abaixou em oito reais o valor do salário mínimo nacional aprovado pelo Congresso Nacional quando a expectativa da inflação ainda era maior.

Ao cristão cabe saber o que diz o evangelho, a família é projeto predileto do amor de Deus (Marcos 10,6-9). A família não é uma criação do Estado, nem do governo, menos ainda políticos medíocres, mas de Deus. Homens e mulheres são chamados para realizar este projeto de Deus. É dessa forma que a família humana se realiza e se perpetua, defende a Igreja.

Sobre o autor

Miguel Debiasi

Frei capuchinho. Atualmente é pároco da Paróquia Cristo Rei, de Marau, RS, e Conselheiro do Governo Provincial, eleito no dia 04 de setembro de 2014. Mestre em Filosofia e Teologia.Autor do livro Teologia da Tolerância – um novo modus vivendi cristã, publicado em 2015, pela ESTEF, Escola de Espiritualidade e Teologia Franciscana. Também escreve artigos e crônicas.

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais