Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Liliane Giordano: a arte da observação

por Jeferson Ageitos

Fotógrafa afirma que a captura de bons momentos depende de paciência e tranquilidade

Foto: Jeferson Ageitos

Um fenômeno comum para a Ciência era um grande mistério para a menina Liliane Giordano. Entre os seis e os sete anos de idade, ela passou algumas dezenas de horas deitada em um dos quartos da casa da avó, intrigada, olhando para o teto: queria entender como a luz dos carros que passavam na rua da direita era projetada no lado esquerdo do teto.

“Havia ali um processo de refração da luz. E aquilo era pra mim o maior segredo que eu podia ter. Passei uma vida tentando descobrir o que acontecia, por que eu enxergava aquilo ao contrário. Acho que aí começou a minha paixão pela Fotografia”, lembra.

Sempre curiosa e observadora. A formação técnica veio na fase adulta, quando Liliane entrou num curso superior de Fotografia. Em 2005, já formada, ajudou profissionais experientes no ramo a entender uma nova realidade mundial: as câmeras digitais tinham substituído as analógicas, com filmes. Nesse momento, Liliane levou para a Fotografia o conhecimento que adquiriu em 18 anos de trabalho na área de Informática.

A mudança de profissão trouxe novos desafios e satisfações. Por causa da Fotografia, Liliane conheceu dezenas de cidades no Brasil e no exterior, nos últimos 13 anos. Ela organiza grupos de viagens com alunos – fotógrafos amadores e profissionais. A primeira Expedição Fotográfica foi para a Patagônia, em 2011. Oportunidade de aplicar as técnicas e crescer. “O grupo se fortaleceu muito durante a viagem. A Fotografia tem o poder do afeto”, afirma. As próximas viagens estão planejadas para Paraty (RJ), Santos (SP) e México. O grupo pretende fotografar a Festa dos Mortos, declarada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco.

“Acho que a Fotografia pode te dar essa liberdade um pouco maior de olhar, de observar. E eu sempre falo que, às vezes, a gente fica presa a uma profissão que não te dá um retorno imediato e a fotografia te dá essa possibilidade. Ela te dá esse retorno pessoal. Faz parte desse processo de satisfação na profissão”, destaca.

Os anos de experiência fazem com que os números cresçam. Liliane já deu aulas para mais de dois mil alunos na Sala de Fotografia, empresa criada por ela, há 11 anos. Participou de mais de 20 exposições individuais, 30 exposições coletivas e diversas bancas julgadoras de concursos fotográficos. Em Caxias do Sul, ela lançou a Semana da Fotografia, evento que está na 11ª edição.

Mais que as estatísticas, Liliane é profissional que valoriza a observação das coisas simples da vida. E, aos amantes da Fotografia, ensina a arte da paciência. “A pressa, na Fotografia, é um contraponto. A gente precisa, necessariamente, ter paciência, calma e tranquilidade para observar. Sem isso, a gente não consegue capturar bons momentos e boas expressões em termos de sentimento também”.

Clique ao lado para conhecer mais histórias de Liliane Giordano, a entrevistada desse sábado (18) do programa Conectado Perfil.

Abaixo, confira alguns registros feitos pela fotógrafa.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais