Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Covid-19: Mãe e filho morrem num intervalo de 18 dias

por Denise Furlanetto
Foto: Divulgação

No dia 15 de março, no mesmo dia em que internou no Hospital Beneficente São Pedro, morreu Ignês Giovanella, aos 82 anos, mãe de Valmir Giovanella que também não resistiu ao coronavírus e veio a óbito nesta madrugada aos 54 anos. Inicialmente ele se internou no hospital de Carlos Barbosa, teve alta e voltou a se sentir mal, quando buscou atendimento no Hospital São Pedro. Com o seu quadro agravando, internou na UTI da Covid-19. Num intervalo de 18 dias, esse novo vírus tirou a vida da mãe e do filho.

A mãe residia no bairro Três Lagoas e o filho morava distante a uma quadra, no bairro São Francisco.

A família Giovanella escolheu Garibaldi para construir a vida. Os pais Ereno e Ignês com seus seis filhos chegaram no município, há 40 anos, vindos de Lagoa Dutra, interior de Lajeado.

Ereno trabalhou na Tramontina e Valmir seguiu os passos do pai. Começou cedo na Tramontina Garibaldi, estudou Engenharia Mecânica na Unisinos à noite e pelo seu conhecimento, dedicação, experiência e determinação, passou a desempenhar o cargo de Gerente da fábrica de talheres na Tramontina Farroupilha.

A família sempre foi muito unida. A mãe idosa e com saúde fragilizada necessitava de apoio e os filhos se revezavam todas as noite para cuidá-la. Debilitados pelo seu passamento, dos seis filhos, todos se infectaram. Outra irmã está hospitalizada e na UTI, além de um cunhado internado. Os demais estão se recuperando em casa.

"Valmir era um homem calmo, sereno, estudioso, trabalhador, um excelente pai e marido. Uma pessoa iluminada e que todos admiravam e se espelhavam. Ele cuidava da saúde, fazia exercícios e não tinha comorbidades. Era o líder e a rocha da família, um verdadeiro exemplo de altruísmo, pois sempre pensava antes nos outros e depois em si.", descrevem os familiares.

Ele deixa a esposa Ivete e as filhas Júlia e Sabrina. Seu corpo foi cremado.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Garibaldi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais