Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Roteiro de Celebração para o 15º Domingo Tempo Comum

por João Carlos Romanini

O tema central da celebração é:Quem é meu próximo?

Amar o próximo é acolher a quem necessita de uma palavra de conforto, de esperança, é ouvir suas angustias, envolver-se.

 

ACOLHIDA

Animador: Irmãos e irmãs, com alegria, nos reunimos em comunidade para juntos celebrarmos fé e vida. A todos desejamos: paz e bem. A liturgia de hoje nos convida a refletir sobre nossa atitude em relação ao nosso próximo. Também somos convidados a refletir sobre o dízimo, como atitude de amor e gratidão a Deus e à Igreja. Acompanhemos a procissão de entrada cantando.

 

ATO PENITENCIAL

Animador: Em nossa rotina diária, preocupados com nossos compromissos materiais, esquecemos de olhar para o irmão que está ao nosso lado necessitando da nossa ajuda. Esquecemos que o amor a esse irmão é a nossa missão como seguidores de Jesus. Pela nossa falta de misericórdia, pedimos perdão, e juntos confessemos os nossos pecados. Confesso a Deus...

 

GLÓRIA

Animador: Louvemos o Senhor por tantos irmãos que participam da Igreja com sua doação para a continuidade da missão de evangelizar. Cantemos.

 

LITURGIA DA PALAVRA

Animador: Nas leituras que ouviremos somos convidados a refletir sobre quem é nosso próximo. Escutemos.

 

1ª Leitura: Dt 30,10-14

2ª Leitura: Cl 1,15-20

Evangelho: Lc 10,25-37

 

REFLEXÃO

- Quem é o meu próximo? Quem são os assaltados em sua dignidade humana e jogados à beira do caminho nos dias de hoje? Como você costuma agir: como o sacerdote, como o levita, como o samaritano, como o hospedeiro? Você já passou pela experiência de ser aquele que está necessitado, que espera o socorro de alguém? Quando você ajuda alguma pessoa, você o faz por amor a Deus e com o amor de Deus?

- As leituras nos apresentam o mandamento que nos identifica como seguidores de Jesus Cristo, e condição para recebermos como herança a vida eterna: o Amor. “Ame o Senhor, seu Deus, com todo o seu coração, com toda a sua alma, com toda a sua força e com toda sua mente; e a seu próximo como a si mesmo”. A primeira leitura nos afirma que este mandamento não é difícil demais nem está fora do nosso alcance. Porém, para vivê-lo, é preciso deixar de lado nosso orgulho, nossas arrogâncias e as preocupações que se apoderam de nosso coração. O nosso amor a Deus se mede pelo amor que tivermos por todo aquele que de nós precisar. Para amar de verdade, são indispensáveis a humildade e a compaixão, que são como dois condutores da eletricidade do amor, que acendem a luz do nosso coração e nos fazem enxergar o rosto de Deus no irmão que sofre. Quem não é capaz de socorrer os necessitados mostra que tem o coração mergulhado nas trevas e carece de conversão.

- Amar o próximo é acolher a quem necessita de uma palavra de conforto, de esperança, é ouvir suas angustias, envolver-se com este necessitado, que somente possui você para socorrê-lo. Às vezes somos o necessitado, outras vezes somos nós os bons samaritanos ou os donos da hospedaria. Nós não somos os únicos na face da terra, não somos autossuficientes, pois sempre estaremos precisando de alguém para nos ajudar. Em qualquer situação em que nos encontrarmos, como necessitados ou como colaboradores, somos convocados pelo Senhor Jesus a amar o nosso próximo como a nós mesmos. Às vezes nós ajudamos às pessoas e as socorremos por obrigação ou a contra gosto, porém a própria Palavra do Evangelho nos esclarece: o próximo é aquele que usou de misericórdia para com o necessitado, assaltado em sua dignidade, excluído, jogado à beira do caminho. Agir com misericórdia é fazê-lo por amor a Deus e acolher a miséria do outro com o mesmo amor de Deus e não somente com o nosso amor imperfeito, muitas vezes interesseiro.

- É na família, que aprendemos a sermos solidários, compassivos, acolhedores e na comunidade temos a oportunidade de demonstrarmos o nosso amor a Deus, através dos serviços, juntos de mãos dadas com os que sofrem, erguendo-os para que sigam a caminhada para a qual foram chamados a este mundo, que é viver digna e intensamente, construído o reino de Deus, agidos com o mesmo amor de Deus.   

PRECES DA COMUNIDADE

Animador: Apresentemos ao Senhor as nossas preces, pedindo: Senhor, escutai a nossa prece!

1-Pela Igreja, para que seja, no mundo, sinal do amor e da paz, pedimos.

2-Para que nossos governantes tomem decisões que promovam a justiça, a paz e a vida do povo, pedimos.

3-Por todos nós, para que, através do dízimo, participemos da manutenção da nossa Igreja em sua missão evangelizadora. Pedimos.

4-Por todos os irmãos que necessitam de ajuda para terem o necessário para viver, para que encontrem acolhida e o carinho merecido, pedimos.

 

OFERTÓRIO

Animador: Diante de tantos irmãos necessitados de ajuda, encontramos irmãos que acolhem seu “próximo” e lhe oferecem abrigo, alimento e lhe devolvem o respeito e a dignidade. A vida e o trabalho desses irmãos colocamos sobre o altar como oferta ao Senhor. Cantemos.

 

COMUNHÃO

Animador: Quem é meu próximo? Somos cristãos que caminham ao encontro dos irmãos para juntos testemunhar o amor e a misericórdia do Senhor. Cantemos.

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Garibaldi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais