Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
 
 

Especialistas reforçam cuidados com taturanas e outras lagartas nesta época do ano

Central de Conteúdo Unidade Garibaldi

Pelo menos duas pessoas de Garibaldi tiveram contato na última semana com lagartas e necessitaram de atendimento médico

Espinhos verdes são um diferencial da taturana
Foto: Divulgação

A ocorrência de pelo menos dois casos de moradores de Garibaldi que na última semana entraram em contato com lagartas e precisaram de atendimento médico voltou a chamar a atenção da comunidade para este tipo de ocorrência. Por isso, a Rádio Garibaldi entrou em contato com o chefe da Emater/Ascar de Garibaldi, Vanderlei Cercatto.

Ele explicou que esta é uma época em que o aparecimento das lagartas é mais comum, pois trata-se do período em que elas descem das árvores para procurar abrigo onde passarão pelo processo de metamorfose para transformarem-se em borboletas, e por consequência, são mais visíveis em troncos de árvores, e até mesmo no chão.

E ao se pensar em lagartas, imediatamente vem à mente a taturana, a mais perigosa destas espécies, que inclusive pode levar à morte. Cercatto explica que o que diferencia a taturana das demais lagartas é que ela possui "espinhos" na cor verde, em formato de forquilha, enquanto a maioria das demais lagartas possui pelos no lugar de espinhos.

Nesta época, a recomendação é de observar com cuidado plátanos e outras árvores, além de utilizar luvas e camisas de manga comprida nos trabalhos diários. 

Em caso de contato com uma lagarta e logo após do aparecimento de sintomas como dor de cabeça, queimação e tonturas, a recomendação da Emater é recolher um destes insetos para que um especialista o identifique e procurar atendimento médico.

Ouça a entrevista com Cercatto clicando no link "Escute a notícia".

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Garibaldi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais