Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

Proprietária e presidente do Sindicato Têxtil falam sobre situação de malharia em Garibaldi

por Denise Furlanetto
Foto: Divulgação

Após um grupo de funcionárias de uma malharia ser surpreendida na manhã de segunda-feira com as portas da empresa fechada e com a ordem de irem trabalhar em Farroupilha, para onde a unidade da empresa se mudou, uma reunião foi marcada para a tarde de segunda, na Praça das Rosas.

Uma das sócias da empresa, Vania Avrella, acompanhada da advogada da malharia e o presidente do Sindicato Têxtil de Caxias do Sul e Região, Adão de Oliveira, aguardaram as trabalhadoras, que não compareceram à reunião marcada, por ordem de um advogado, que as orientou a não participar do encontro.

A proprietária da empresa afirma que pretende garantir com a mudança o emprego de todas as funcionárias, oferecendo transporte e alimentação para quem decidir permanecer trabalhando em Farroupilha.

O presidente do sindicato, Adão de Oliveira, afirmou que a empresa, garantindo o emprego das funcionárias, bem como o transporte e alimentação, cumpre o que a entidade veio defender.

A queixa das funcionárias é que não foram comunicadas da mudança, e muitas delas têm filhos pequenos e afazeres domésticos que não permitem uma mudança repentina na rotina de trabalho.

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Garibaldi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais