Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Com a aposentadoria de técnicos e extensionistas, Escritório Regional da Emater vai remanejar colaboradores

Baixar Áudio por Denise Furlanetto
Foto: Divulgação

Em entrevista à Rádio Garibaldi, na manhã desta quarta-feira, dia 19.08, a gerente Regional da Emater, Sandra Dalmina, confirma a diminuição no número de colaboradores em função da aposentadoria. Segundo ela, a intenção é não deixar nenhum município sem extensão rural e, por isso, está sendo feito um remanejameto dos técnicos e extensionistas. A Emater/Ascar está dividida em 12 regionais.

Para a Serra Gaúcha, o escritório regional tem sua sede em Caxias do Sul, abrangendo 49 municípios. Atualmente fazem parte da Emater 1800 funcionários, número bem menor da realidade do passado, quando eram 2.500 colaboradores. Como não há indicação de um novo concurso público, segundo Sandra, a situação é diminuir o número de funcionários em cada escritório.

Alguns municípios próximos como Santa Tereza e Pinto Bandeira estão sem nenhum técnico, sendo atendidos por técnicos de outros municípios como Bento Gonçalves e Monte Belo do Sul, mas segundo Sandra, nos próximos dias deverão ser indicados profissionais para suprir a demanda.

Em Garibaldi, no próximo dia 4 de setembro, estará se aposentando Vanderlei Cercatto e a Emater está fazendo tratativas para realocar um colega de outro escritório da região. Carlos Barbosa também teve duas aposentadorias neste ano e o escritório está sob a responsabilidade de somente uma pessoa, o engenheiro agrônomo, José Vicente Gabina Gabryszeski.

Segundo Sandra, para Carlos Barbosa também haverá novidade da integração de mais um profissional. A extensão rural é fundamental para auxiliar os municípios a desenvolverem o setor primário, porque trabalha basicamente com a agricultura familiar, que é responsável por 65% dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros. E a Emater é uma empresa privada subsidiada com verbas públicas do governo federal, governo estadual e prefeituras municipais. O maior aporte de recursos é do governo do Estado. Nos últimos três meses, o Escritório Regional da Emater registrou 28 funcionários que optaram pelo PDI- Programa de Desligamento Incentivado.

Entrevista em escute a notícia
 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Garibaldi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais