Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Secretário de Agricultura fala da dificuldade que os viticultores estão enfrentando

por Denise Furlanetto

André Busa visitou propriedades e acompanhou a tristeza de Pedro Chiesa olhando a parreira que ainda precisa ser reerguida

Foto: Divulgação

O secretário de Agricultura e Pecuária, André Busa, em sua participação no Rádio Livre, na manhã desta quinta-feira, dia 17 de janeiro, comentou sobre esses episódios de queda de parreirais que estão se tornando rotineiros no interior de Garibaldi, o que vem se observando também em outros municípios. Durante este semana, os parreirais caíram em Linha Camargo de propriedade de Pedro Chiesa, de Nilza Merico Bongiorno em São José de Costa Real e Joe Cutti em Linha Anunciata.

Isto é lamentável, porque é o trabalho de um ano de preparação da videira para neste momento de verão, de expectativa de amadurecimento de uma uva sadia, ocorrerem estes fenômenos de chuva forte e ventos que associados ao peso da uva, acabam por provocar a queda das parreiras.

O produtor Pedro Chiesa (foto) olha a perda da uva do parreiral reerguido e da parte que restou para ser levantada em sua comunidade de Linha Camargo. Não tem como disfarçar a tristeza em seu olhar. Por outro lado, a satisfação ao ter conseguido recuperar o que a chuva não destruiu com a ajuda de muitos amigos.

O secretário estima um prejuízo de cerca de 20% da produção de uva, onde ocorre a queda. Segundo Busa, com a fruta amadurecendo, quando ocorre esta situação o grão da uva madura em contato com o chão acaba rachando. Outro desafio neste ano, segundo ele, é de que devido a estes dias constantes de instabilidade, mesmo com chuvas isoladas, o parreiral fica sempre úmido e a uva acaba apodrecendo.

É aguardado que haja mudança do tempo, de dias ensolarados para que a situação melhore. Reerguer uma parreira, diz Busa, é um trabalho cansativo, que demanda muita força por parte dos homens e mulheres que auxiliam neste trabalho que é braçal.

Também este tempo está obrigando o viticultor a fazer a classificação da uva, o que quer dizer, fazer a colheita da uva madura. Quando o tempo favorece, a uva amadurece de forma uniforme e possibilita a colheita de todos os cachos, mas diante desta situação o viticultor precisa classificar e fazer mais do que uma colheita no parreiral.

Acompanhe a matéria em escute a notícia

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Garibaldi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais