Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Polícia Civil e Bombeiros realizam novas buscas, mas corpo de Paula Perin Portes não é encontrado

por Leticia Nunes

Jovem está desaparecida em Soledade há quase dois meses

Delegada Regional Fabiane Bittencourt.
Foto: Foto: Tua Rádio Cristal.

A Polícia Civil e a Corporação de Bombeiros Militar de Soledade realizaram na manhã desta sexta-feira, 07/08, mais uma fase de buscas relacionadas ao desaparecimento da jovem Paula Perin Portes, que agora no dia 10/08, completará dois meses.

Novas diligências levaram os agentes e os bombeiros ao interior do município de Soledade, mais precisamente, a localidade de Margem São Bento, a fim de que o corpo, ou novas provas fossem encontrados, já que a Polícia Civil ao longo de suas investigações, trabalha com a suspeita de homicídio qualificado e posterior ocultação de cadáver, tendo quatro homens indiciados pelos crimes.

De acordo com a delegada que responde pela 24ª região policial com sede em Soledade, Fabiane Bittencourt, e que responde atualmente pelas investigações, mesmo com todas as diligências no dia de hoje, o corpo ainda não foi encontrado.

“Não foi necessário secar o açude, até por que pelas informações técnicas dos bombeiros se o corpo estivesse no local ele já teria subido ou de alguma forma já teria sido percebido. “A gente continua na investigação, continuamos pela busca do corpo, temos ainda uma pessoa que está foragida. Já encontramos a bolsa de Paula, o que é uma prova bem substancial, para a materialidade do crime. As buscas continuam provavelmente na semana que vem”.

A delegada ainda se mostra otimista quanto a continuidade das investigações.

 “Neste momento, ainda não encontramos a Paula, mas não descartamos nenhuma possibilidade de onde ela possa estar. Como a investigação é muito dinâmica e na próxima semana teremos novas buscas”.

Quanto ao inquérito policial, a Delegada informou que ainda existe um prazo para a remissão ao Poder Judiciário.

“Na verdade, o inquérito foi remetido, retornou e agora a contar de ontem temos o prazo de 10 dias, mas se a gente entender que ainda houver diligências a serem realizadas, nós continuaremos e pediremos mais prazo ao Poder Judiciário”.

Para concluir, Fabiane acredita que a soltura de um dos principais suspeitos do crime, na noite desta quinta-feira, 06/08, pode vir a atrapalhar a continuidade das investigações”. Existe a possibilidade sim de se tentar desfazer as provas do crime, mas estamos atentos a isso e se for necessário a gente pode referendar algum pedido de prisão, se houver alguma situação nesse sentido”.

        

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais