Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
19:00:00
A Voz Do Brasil
20:00:00
 
 

Carlos Alberto Rocha é o novo presidente do Hospital Frei Clemente de Soledade

Baixar Áudio por Leticia Nunes

Assembleia que elegeu a nova diretoria executiva da casa de saúde ocorreu na noite desta segunda-feira, 29/07

Em assembleia realizada e que contou com a presença da maioria dos conselheiros e associados do Hospital de Caridade Frei Clemente, Carlos Alberto Rocha foi eleito por meio de aclamação como novo presidente da casa de saúde soledadense.

Juntamente com ele, os demais membros que compõem esta nova diretoria executiva foram eleitos. O vice-presidente, Jonas Moraes; secretário, Nicácio Lima e tesoureiro, Sebastião Avani da Silva.

Durante a oportunidade, o novo presidente Carlos Alberto Rocha enalteceu o trabalho efetuado pela gestão anterior, liderada por Sebastião Avani da Silva e disse que sua missão agora é dar continuidade às ações desenvolvidas até o momento.

Além disso, quando questionado sobre qual será a sua palavra de ação frente aos próximos quatro anos que permanecerá como presidente, Rocha assim se manifestou. "A palavra será "empenho". Sempre trabalhei para entidades e nunca pedi nada para mim. É assim que vou pedir para a instituição e quanto a alguma recomendação de melhorias para o hospital, sugiro que se aproximem da diretoria e tragam até nós, pois se fizerem através de redes sociais eu não vou nem olhar".

Durante a ocasião, o novo presidente disse ainda, que o atual administrador do hospital de Seledade Adairto Forti continuará em sua função e que demais mudanças deverão acontecer. O objetivo é fazer com que a casa de saúde diminua gastos financeiros, para que assim possa superar as demais dificuldades.

Para Sebastião Avani da Silva que devido a sua saúde debilitada não aceitou mais ser o presidente da instituição, mas que continuará como tesoureiro, o sentimento é do dever cumprido. "Quando assumi esta responsabilidade, a primeira coisa que fiz foi procurar os bancos para ver quanto o hospital devia, pois não existe condições de realizar um trabalho sem dinheiro e graças a Deus o meu apoio foi ouvido".

Outra contribuição importante avaliada por Silva, foi sua busca constante para que o hospital não fechasse suas portas. "Durante dois anos estivemos na corda bamba, fecha amanhã, fecha mês que vem, mas a casa de saúde está aí e com condições muito melhores de que quando eu iniciei minha gestão".

Por conclusão, conforme informações repassadas na oportunidade, a dívida atual da casa de saúde está a beira dos R$ 3 milhões, porém, há anos atrás era de R$ 6 milhões. A expectativa dos novos membros desta diretoria executiva é de que o débito restante seja sanado nos próximos dois anos.        

 

  

    

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais