Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Grande Conselho do Hospital de Soledade aprova estudo para fazer alterações no estatuto da casa de saúde

Baixar Áudio por Nayam Franco

Reunião foi de muitos debates com os integrantes do Grande Conselho do hospital

Em assembleia geral de prestação de contas anual, o Grande Conselho do Hospital Frei Clemente de Soledade decidiu pela convocação de uma assembleia geral ordinária dos associados para alterar alguns pontos do estatuto da casa de saúde soledadense.

Conforme o presidente do conselho de administração do hospital, Douglas Dall Cortivo, a reunião realizada nesta segunda-feira, 17/06, foi para decidir se iria ser proposta uma assembleia geral para os associados a fim de pensar nas alterações.

Tão logo aprovada por maioria do conselho, também foi levantada a importância dessa alteração, visto que desde 2006 o estatuto não é alterado. Além disso, foi lembrado da dificuldade de realizar as devidas alterações desde o pensamento das melhores mudanças a serem feitas, quanto do fato, literal, da sua aprovação através dos associados.

Douglas lembrou que para aprovar a convocação da assembleia foi necessário o voto de 2/3 (dois terços) dos membros do Grande Conselho. Para a assembleia de associados, a dificuldade é ainda maior. Há a necessidade de 50% da presença mais um dos associados do hospital e dentro destes, 2/3 (dois terços) deles precisam aprovar as demandas.

Agora deverá ser feito um estudo para analisar quais as mudanças que precisam ser feitas no estatuto. A assembleia deverá ser feita até o mês de novembro, dando tempo suficiente para que as discussões possam ser feitas a respeito da alteração.

Outro assunto debatido na reunião, diz respeito ao processo de eleição da diretoria executiva da casa de saúde soledadense que acontecerá no dia 29 de julho.

Um assunto de muitos debates na assembleia diz respeito a mudanças sugeridas pelo advogado Manir Zeni quanto ao tempo necessário, previsto no estatuto, de sociedade para concorrer ao cargo de presidente do Hospital Frei Clemente.

De acordo com o presidente, a questão da modificação do prazo de associação para o presidente é vista como uma questão problemática, pois diz respeito ao reconhecimento da filantropia e se não cumprido, por meio de fiscalização, o hospital pode perder essa bandeira.

“Se ele persistir com o interesse, nós vamos analisar a chapa para sua homologação. Eu vejo isso com muita tristeza, na verdade, pois considero o Manir uma pessoa honrada, acho que ele teria condição de fazer um bom trabalho, mas por uma imposição do cargo que eu ocupo eu tenho que analisar estritamente o que diz o nosso estatuto”, contou.

Ainda segundo Dall Cortivo, a filantropia do Hospital Frei Clemente geraria uma economia aos cofres da casa de saúde de mais de R$ 1 milhão e, por isso, não poderia por em risco essa questão econômica de manutenção do hospital filantrópico.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais