Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Profissionais do Samu sentem-se humilhados com críticas de vereador em Soledade

Baixar Áudio por Marcus Vinicius Prates de Souza

Enfermeira responsável Andressa Portella reage às manifestações

Sede do Samu Soledade, localizada no Bairro Expedicionário.

Após o vereador da bancada do MDB, Jorgenei de Souza, "Nei Vermelho" realizar críticas severas ao atendimento do Samu Soledade, a enfermeira responsável pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, Andressa Portela destaca que não só ela como demais profissionais que atuam no serviço prestado em Soledade sentiram-se humilhados.  

“A equipe ao saber destas informações se sentiu humilhada e constrangida frente ao posicionamento. Acredito que sim existem algumas reclamações da comunidade devido a demora da regulação, porém nenhuma parecida ao que o vereador relatou".

Especialmente quanto a carência  de alimentação aos profissionais não há verdade nisso tudo conforme Andressa.

"Não há falta de alimentação. A Administração Municipal contrata através de licitação, a empresa para o fornecimento desta. Neste momento são fornecidas duas refeições, almoço e janta e os profissionais se dirigem até o estabelecimento ou então a solicitação pode ser efetuada junto a base do Samu, aqui em Soledade. Então isso comprova que os funcionários possuem sim alimentação junto ao seu local de trabalho no momento do exercício deste".

Quanto a valores gastos nesse sentido, e aos vencimentos dos profissionais que atuam no Samu Soledade, Andressa informa que todos os dados constam no Portal de Transparência do Município.

"Tanto o Legislativo, como a população em geral pode visualizar os números no Portal de Transparência. São gastos R$ 21, por refeição, o que não é um valor muito alto e nem vai prejudicar o município, sendo direito do trabalhador ter sua refeição no horário de trabalho".

Referente às cargas horárias, para a enfermeira não há períodos de trabalho excessivos. "Temos 24 horas, por 72 horas de toda a equipe, todos os funcionários realizam esta escala devido a um acordo coletivo deles com a Administração Municipal. Portanto, os funcionários ficaram indignados quando ao relato do vereador Nei Vermelho, o pessoal não está cansado e nem com sobre carga de trabalho". 

 A enfermeira deve procurar a Câmara de Vereadores de Soledade a fim de explicar todo o funcionamento e demais questões relativas ao Samu Soledade.

Confira a entrevista completa com a enfermeira do Samu Soledade, Andressa Portela.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais