Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Programa de Domingo
19:00:00
 
 

Corede Botucaraí projeta realização de mais uma Consulta Popular

Baixar Áudio por Marcus Vinicius Prates de Souza

Valor a ser dividido entre os Coredes sofrerá uma drástica redução em 2019

Idioney, presidente do Corede Botucaraí, disse que Consulta Popular será realizada em 2019
Foto: Paulinho Paes/Tua Rádio Cristal

Algumas dúvidas pairam sobre a possibilidade ou não de o governo do Estado do Rio Grande do Sul realizar a edição da Consulta Popular em 2019.

Tendo esta questão a ser esclarecida, a direção do Conselho Regional de Desenvolvimento do Alto da Serra do Botucaraí - Corede Botucaraí - nas pessoas de Idioney Oliveira Vieira e Paulo Diógenes Quevedo Borges, participaram em Porto Alegre, do Fórum Estadual dos Coredes para tratar exclusivamente sobre o tema Consulta Popular.

Em entrevista à Tua Rádio Cristal na manhã desta segunda-feira, 15/07, Idioney Viera, presidente do Corede Botucaraí, destacou a extrema dificuldade para implantar, em 2019, a Consulta.

Para Idioney, a questão da penúria financeira do Estado tem tornado muito difícil a implantação e a execução das políticas públicas de atendimento e desenvolvimento para a população.

"Compreendemos a situação, mas entendemos que o Estado precisa andar", destacou Vieira.

Conforme Idioney, mesmo diante das dificuldades o Fórum dos Coredes negociou com o governo do RS uma Consulta Popular no valor total de R$ 20 milhões, salientando que em 2018 este valor foi de R$ 60 milhões.

Diante de expressiva redução do valor a ser dividido, ficou acordado que para este ano o atendimento básico da população, ou seja, saúde, segurança e educação não entrarão no processo, que ficará restrito apenas a projetos de desenvolvimento regional.

Outra definição importante diz respeito a divisão igualitária dos R$ 20 milhões entre todos os Coredes, cabendo a cada um, um valor em torno de R$ 750 mil para a próxima Consulta. 

"A grande questão agora é o que, e como vamos trabalhar este valor, com os dezesseis municípios do Corede Botucaraí", enfatizou Idioney Oliveira Vieira.

Questionado se será possível movimentar a população para participar do processo, em virtude da diminuição do valor a ser dividido, Idioney disse que se o valor a ser recebido for transformado em projetos voltados para o desenvolvimento, como por exemplo a agricultura, acesso a internet ou rede trifásicas, é possível sim mobilizar as comunidades, porém, segundo ele, a demanda de votação será bem menor.

Foi informado pelo presidente do Corede Botucaraí de que ainda não há um cronograma definido para a Consulta Popular de 2019, no entanto, uma comissão especial acertará todo o regimento interno da Consulta, com as datas e como será realizado.

Ouça a entrevista com Idioney Oliveira Viera, na íntegra, no player de áudio acima.

 

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais