Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Coagrisol constata que perdas nas lavouras superam os 70%

por Marcus Vinicius Prates de Souza

Medidas preventivas contra o coronavírus foram tomadas pela direção da cooperativa

A seca que assola o estado do Rio Grande do Sul tem sido implacável para as lavouras gaúchas, muitas delas com perdas irreparáveis.

A situação não é diferente em Soledade, conforme José Luiz Leite dos Santos, presidente da Coagrisol, em entrevista a Tua Rádio Cristal na manhã desta quinta-feira, 26/03, as perdas nas lavouras do município já superam os 70%.

Mesmo diante desta situação calamitosa, a cooperativa soledadense vem recebendo normalmente os grãos colhidos por seus associados, porem, tomando as devidas precauções relativas ao coronavírus, medidas estas especialmente no recebimento dos grãos e na realização das faturas.

José Luiz deixou claro que se os associados não precisarem vir até a cooperativa, que não venham, pois existem meios eletrônicos onde a transação pode ser feita sem que haja o contato físico, com isso ninguém se expõe ao contágio do Covid-19.

Outras precauções foram tomadas em setores diferenciados da instituição cooperativa, Leite citou, por exemplo, a preservação da vida de seus colaboradores, cooperados e clientes nos supermercados e nas agropecuárias da Coagrisol.

Todo o tipo de equipamentos de proteção individual – EPI’s foram entregues aos funcionários e ainda fica a disposição de todos o álcool gel. “Precisamos preservar a vida de todos” declarou José Luiz.

Como medida preventiva, a direção da cooperativa afastou todos os seus colaboradores com mais de 60 anos, gestantes e aqueles que estão no grupo de risco, por tempo indeterminado. As lojas de materiais de construção estão todas fechadas.

Medidas foram adotas em relação aos supermercados e agropecuárias da instituição. Nos mercados a entrada de clientes é controlada, de 5 a 7 pessoas por vez, nas agropecuárias o acesso de pessoas é ainda menor, no máximo duas pessoas por vez.

“Mantemos os supermercados e agropecuárias em atendimento porque entendemos que há necessidade de abastecimento de alimentos e materiais de higiene para as famílias e também a vacinação da febre aftosa no rebanho em nosso município, que está em plena campanha”, finalizou José Luiz.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais