Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Somar Meteorologia explica que houve uma microexplosão em Camargo

por Ana Lúcia Jacomini

Após análise de fotos e vídeos, instituto descartou a ocorrência de um tornado

Ventos chegaram a 100 km/h
Foto: Arquivo/Tua Rádio Alvorada

Camargo foi atingido por um fenômeno chamado de microexplosão. A avaliação é do meteorologista Jonas Ribeiro, da Somar Meteorologia. Trata-se de um comportamento climático mais intenso, do qual as características são: fortes rajadas de vento e chuva intensa. Ele revela que fotos e vídeos foram analisados pelo instituto, já que não há instrumentos meteorológicos na região. As imagens, segundo o profissional, dão a ideia do que pode ter acontecido em Camargo - uma microexplosão.

Ainda de acordo com Ribeiro, diante dos estragos, estima-se que as rajadas de vento possam ter chego a 100 quilômetros por hora. A ocorrência de um tornado foi descartada já que ele causa um estrago em trilha, o que não é o caso do ocorrido em Camargo. A microexplosão é algo muito intenso que possui uma área circular e mais abrangente do que o tornado, afirma Jonas Ribeiro.

Ele explica que a microexplosão acontece quando uma tempestade "joga" a massa de ar e a chuva para baixo, em linha reta — mais ou menos como um "corredor de vento". A corrente é tão forte que chega ao solo causando destruição, fazendo com que o ar se espalhe em todas as direções. Outra característica dela é ser bem pontual. A cidade é bem pequena e foi a única atingida na região. Na microexplosão, não há uma trilha, é algo mais desorganizado de acordo com o meteorologista.

Com informações da Rádio Gaúcha

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais