Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
18:00:00
Encontro Certo
19:00:00
 
 

Violação e descaso em cemitérios do interior de Soledade tem sido motivos de preocupação da comunidade

Baixar Áudio por Leticia Nunes

Cemitério da localidade da Taipinha é um dos pontos de reivindicação

A falta de conservação das sepulturas localizadas nos cemitérios do interior do município de Soledade, tem levantado o questionamento: quem deve manter o cuidado?

Mário, filho do Tropeiro, figura conhecida na comunidade soledadense, devido a sua ligação com os fatos históricos e a cultura de nossa região, foi em loco observar a situação de um dos cemitérios em Soledade, no caso, o da localidade da Taipinha, em que túmulos foram violados, incluindo o de seu avô. Segundo Mário, além da violação, restos mortais de seu avô teriam sido levados, como o crânio e alguns ossos.

A reivindicação de Mário é de que a Administração Municipal deve tomar alguma atitude a fim de coibir este tipo de situação. “Precisamos que o nosso prefeito faça algo para conservar aquele local, pois é considerado um patrimônio histórico. Não podemos permitir, assim como foi com a Igreja Metodista, que foi derrubada. Mas infelizmente ninguém faz nada”.

A Tua Rádio Cristal, com o objetivo de esclarecer o fato, buscou o administrador do Cemitério Municipal de Soledade, Sérgio Pilatti e ele informou que realmente em conformidade com a legislação municipal vigente, todos os cemitérios localizados no interior de Soledade, agora são de responsabilidade do Poder Público Municipal.

“Realmente é de responsabilidade da Administração, mas existem situações, como o do cemitério da Taipinha que estão há muitos anos abandonados. A conservação e a manutenção também deve ser de responsabilidade dos familiares das pessoas que lá estão sepultadas”, lembrou.

Segundo o administrador, a violação de túmulos e a depredação deste cemitério, ocorreram e isso não seria algo recente. “Se observa que as sepulturas foram abertas em busca de objetos de valor, mas isso é uma realidade de muitos anos, não é de agora".

Sérgio Pilatti ainda propôs, na ocasião, de que possa existir uma parceria com os familiares das peessoas que nestes locais estão sepultadas, a fim da conservação e do cuidado dos jazigos. Pensa-se em um futuro próximo, de que através de recursos, quem sabe, do Ministério do Turismo, obras de restauração aconteçam, até para que se tornem pontos turísticos a serem visitados.

Ouça a entrevista com Mário, o filho do Tropeiro e de Sérgio Pilatti, administrador do Cemitério Municipal de Soledade.

 

    

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais