Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
19:00:00
A Voz Do Brasil
20:00:00
 
 

Empresários soledadenses buscam soluções para a reabertura da indústria e o comércio

Baixar Áudio por Marcus Vinicius Prates de Souza

Classe está passando por um momento extremamente sensível

Inúmeros empresários participaram do encontro
Foto: Paulinho Paes/Tua Rádio Cristal

“O momento em que estamos vivendo é extremamente delicado, pedaços de nossas empresas estão sendo arrancados”. Com esta frase Altair Hoerle, empresário e integrante da diretoria da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Soledade (Acis), iniciou sua entrevista, concedida para a Tua Rádio Cristal, na manhã desta quinta-feira, 02/04, onde deu detalhes sobre encontro realizado por empresários, na noite desta quarta-feira, 01/04.

Segundo Altair, os empresários soledadenses estão sendo discriminados e hostilizados, porém essa realidade que as pessoas imaginam e falam se limita a um número muito pequeno de empresários de nossa cidade, são poucos que tem recursos para enfrentar esta pandemia sem sofrer grandes consequências, aludiu.

Sobre a reunião, Hoerle informou que a classe empresarial tem se norteado pela preocupação com a pandemia, embora entendendo não ser o vírus tão agressivo, porém os empresários estão constituindo uma comissão com a participação de diversas entidades representativas do município, para que, responsavelmente, tratarmos de todas estas questões.

Na reunião em questão, houve a participação de empresários soledadenses mais experientes que dividiram seus conhecimentos com os mais jovens, passando a estes ideias e sugestões de como passar por este momento delicado.

Altair informou ainda que os empresários têm muitas preocupações, dentre elas o salário de seus funcionários, o pagamento para seus fornecedores e ainda a questão dos tributos, sobre estes, foi informado que a primeira situação a ser abortada pela classe, é o pagamento dos impostos, como forma de garantir a quitação dos demais compromissos.

Em relação ao comércio local, está havendo uma organização na preparação para a reabertura do mesmo, sempre em alinhamento com as orientações da saúde em todos os níveis. O pensamento é de reabrir o comércio, porém, tomando todas as medidas preventivas, evitando inclusive a aglomeração de pessoas. 

“Se não pudermos pagar o salário de nossos funcionários haverá o travamento da economia, pois ninguém receberá nada”. “Falam em demissões, mas também não há dinheiro para isso”, finalizou Altair Hoerle.

 

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais