Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Músicos e artistas de Soledade discutem em encontro a criação de uma associação representativa

Baixar Áudio por Marcus Vinicius Prates de Souza

Profissionais estão precisando se “virar nos trinta” para reverter às consequências da quarentena imposta pelo Covid-19

Luiz Trautmann e Vilson Bicudo
Foto: Paulinho Paes/Tua Rádio Cristal

A união faz a força, e por vezes, a união surge a partir da adversidade. Pois é exatamente isso o que está acontecendo com os artistas de Soledade que vem enfrentando sérias dificuldades em virtude da pandemia do coronavírus. Reunidos em um encontro alguns representantes da classe estudam a criação de uma associação para defender os interesses da categoria.

Para Luiz Carlos Trautmann, professor, músico e maestro de Soledade, com o fechamento de casas noturnas, bares, salões de baile e entidades afins, e a proibição da realização de eventos de qualquer espécie, medidas adotadas para conter o avanço do coronavírus, músicos, produtores e outros profissionais do meio cultural ficaram sem boa parte da sua fonte de renda, e por este motivo é que se busca a criação de uma entidade representativa para a classe.

A criação de uma entidade de caráter social, como é o caso de uma associação, tem origem no entusiasmo de uma, duas ou mais pessoas que não se conformando com alguma situação que lhes incomoda, resolvem agir a fim de buscar soluções para os seus problemas existentes.

“Sabemos que os últimos profissionais a voltar a esperada normalidade somos nós os artistas, no dependemos do público para sobrevier. As lives são viáveis, mas precisamos voltar o mais rápido possível”, disse Trautmann

Outra situação levantada pelo artista é que ninguém está fazendo lives para os profissionais da sua classe, pois as que estão sendo realizadas são para ajudar somente aos outros.

Advogado e músico, Vilson Bicudo se propôs a assessorar juridicamente a seus colegas no intuito de tornar realidade à associação dos músicos e artistas de Soledade, entidade esta que, depois de formalizada, trará a possibilidade de captação de recursos em todas as esferas, seja municipal, estadual ou federal, e com isso dando um novo padrão a estes profissionais.

“Vamos estudar uma maneira de realizarmos uma assembleia para que haja as primeiras discussões, é uma fase embrionária, mas precisamos criar a entidade de fato e de direito, é de vital importância ter uma associação da classe em Soledade”, enfatizou Bicudo.

Ouça a entrevista com Luiz Carlos Trautmann e Vilson Bicudo, na íntegra, no player de áudio acima.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais