Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

27ª Cavalgada Farroupilha realiza homenagem a Cândido Carneiro Júnior em Soledade

Baixar Áudio por Marcus Vinicius Prates de Souza

Trajeto foi concluído neste domingo, 15/09, na praça localizada no bairro Missões

Tributo reuniu grande número de presentes.
Foto: Letícia Nunes/Tua Radio Cristal.

A 27ª Cavalgada do Instituto Cavaleiros Farroupilhas, de Eldorado do Sul, com saída na quinta-feira, 12/09, de Marques de Souza,  foi encerrada neste domingo, 15/09, na praça Cândido Carneiro Júnior, bairro Missões, em Soledade. Durante o trajeto, foram percorridos 140 km que perpassaram ainda, os municípios de Fontoura Xavier, Progresso, Barros Cassal e Soledade. 

Neste ano, a Cavalgada homenageou, o líder Cândido Carneiro Júnior, conhecido também como General Candoca, atuante na Revolução Constitucionalista, durante o Combate do Fão, ocorrido de 12 a15 de setembro de 1932.

O evento em Soledade, contou com a presença de familiares do homenageado, lideranças locais, das entidades tradicionalistas, integrantes da Cavalgada, assim como dos representantes do Instituto Cavaleiros Farroupilhas.

Doroteo Fagundes, comandante da Cavalgada, enfatiza o orgulho em mais uma vez reconhecer um líder revolucionário. “Para nós, é com orgulho que completamos ao longo da história das cavalgadas, 5 mil kms, tanto no Brasil, como na Argentina e Uruguai, em rotas de turismo histórico, evocando a imagem dos nossos heróis que ajudaram a construir a nossa pujança, social, cultural, econômica e política. É uma honra concluir estes 140 km em reconhecimento a Cândido Carneiro Júnior”.

A vice-prefeita Marilda Borges Corbelini fala da importância deste momento. “É com felicidade e honra que reverenciamos e damos o lugar de destaque ao General Candoca, já que os paulistas deram o seu devido valor e talvez Soledade, o Rio Grande do Sul, pelo desconhecimento da sua história, não fez a devida referência. Mas agora, estamos resgatando isso”.

Jairo Carneiro, sobrinho neto, de Cândido Carneiro Júnior, que reside em São Paulo, há dois anos trabalha em um a obra literária a fim de resgatar todo o histórico do Combate do Fão. “Esse é o orgulho que temos de ter, dos ideais que estes homens deixaram ao lutarem por um país livre, desenvolvido e democrático. Somos descendentes destas centenas de combatentes soledadenses, que pegaram em armas nesta terra e que morreram em prol de nossos direitos”.  

Na oportunidade ainda houve o descerramento de uma placa, na praça, em homenagem ao General Candoca.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais