Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Agrônomo soledadense condena novo marco regulatório do uso de agrotóxicos

Baixar Áudio por Marcus Vinicius Prates de Souza

Roberto Coletti explica que os prejuízos estão relacionados à produção de uvas e as abelhas

Roberto Coletti engenheiro agrônomo.
Foto: Arquivo pessoal.

O novo marco regulatório do uso de agrotóxicos no Brasil tem gerado alguns posicionamentos. Nesse sentido, é que para o engenheiro Agrônomo Roberto Coletti existem duas funções prejudicadas com esta nova medida: a produção de uvas, já que o RS é o maior produtor do Brasil e as abelhas.

"A grande preocupação é quanto a essa liberação magnífica do uso de agrotóxicos, por parte do governo Bolsonaro, que vem causar o grande problema para as abelhas, já que ela é o nosso maior e principal polinizador, isso para todas as culturas e nós sabemos que sem as elas não teremos a continuidade da existência", ressalta Coletti.

Na avaliação do engenheiro Agrônomo, a situação é problemática, devido a hoje nas grandes cooperativas, os profissionais desta área passarem a ser comissionados para a venda de defensivos agrícolas, o que vem a estimular ainda mais o uso indiscriminado destes produtos.

 Referente ao uso dos agrótoxicos há um estudo, segundo Coletti, com todos os dados e informações necessários. "O que adianta termos um corpo científico, por meio da Universidade de São Paulo, se nós agrônomos não somos ouvidos. Temos milhares de abelhas mortas e por consequência disso, no RS centenas de produtores prejudicados, em virtude ao uso excessivo de agrotóxicos e infelizmente atitudes não são tomadas".

Entenda um pouco o novo marco regulatório do uso de agrotóxicos

De acordo com a Anvisa a aprovação do marco não significa uma resposta à liberação dos agrotóxicos. Nos últimos dias, o governo liberou o registro de mais 52 agrotóxicos, o que totaliza 262 neste ano. O ritmo de liberação de novos pesticidas é o mais alto já visto para o período.

Inclusive, os novos rótulos terão uma comunicação mais clara com advertência, pictogramas, e frases de perigo. Além disso, o novo marco remove a exigência de teste em animais para a regulação dos produtos, um compromisso que a Anvisa agência havia manifestado publicamente.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais