Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Rio Grande do Sul prorroga vacinação contra a febre aftosa

Baixar Áudio por Marcus Vinicius Prates de Souza

Campanha foi ampliada por mais dez dias e finalizará em 24/04

Lucas Alves, médico veterinário chefe da IVS
Foto: Marcos Vinícius/Tua Rádio Cristal

O estado do Rio Grande do Sul obteve nesta segunda-feira, 13/04, o aval do governo federal para prorrogar a campanha de vacinação contra a febre aftosa para os rebanhos de bovinos e bubalinos de todas as idades. O prazo que se encerraria nesta terça-feira, 14/04, agora só findará no dia 24/04.

A prorrogação se fez necessária em virtude da baixa vacinação até aqui constatada em todo o torrão gaúcho.

No Rio Grande do Sul, conforme informações do médico veterinário Lucas Alves, chefe da Inspetoria Veterinária de Soledade, a imunização dos rebanhos está na casa dos 50% em animais vacinados e 45% o número de propriedades com animais já imunizados.

Soledade e região estão com números semelhantes ao estado, 50% de animais imunizados e 44% das propriedades já realizaram a vacinação em seu gado, porém bem abaixo do que está preconizado pelo Ministério da Agricultura, 80%, e da Secretaria Estadual Agricultura, 90%. Diferente dos demais, o município de Ibirapuitã fez o seu dever e ultrapassou todas as metas com 94% dos rebanhos e das propriedades vacinadas.

“Esperamos na medida em que a campanha for chegando ao final, que os produtores tragam suas notas para comprovar a compra e aqueles que ainda não fizeram que comprem suas vacinas e façam a devida comprovação”, destacou o médico veterinário.

Foi informado ainda pelo profissional de que em outras campanhas, neste mesmo período, Soledade e região estariam perto dos 80% dos animais vacinados, mas em decorrência do distanciamento social e do isolamento de algumas pessoas em virtude do coronavírus, este teria sido o principal motivo para que os pecuaristas não tenham comprado suas vacinas, até mesmo pela dificuldade no transporte intermunicipal que também foi afetado.

Para os proprietários de rebanhos que não realizarem a imunização do seu gado, será emitido um auto de infração e posteriormente os mesmos terão que fazer sua defesa, justificando o porquê de não terem cumprido as determinações legais e tentar evitar as possíveis multas.

“O prazo para apresentação da nota fiscal de compra da vacina, junto à inspetoria, não mudou, continua o mesmo, 30 de abril”, finalizou Lucas Alves.

Ouça a entrevista com Lucas Alves, na íntegra, no player de áudio acima.

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais