Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

Município de Soledade decreta situação de emergência em virtude da estiagem

Baixar Áudio por Leticia Nunes

Prefeito de Soledade, Paulo Cattaneo, assinou o documento na manhã desta sexta-feira, 10/01

Prefeito Cattaneo e Aline Moraes Maciel, no momento da assinatura do decreto.
Foto: Mariana Teixeira/Folha de Soledade.

Em virtude da escassez de chuvas vivenciada nos últimos meses, em todo o RS, o município de Soledade decretou situação de emergência na manhã desta sexta-feira, 10/01.

Nesse sentido, é que uma reunião ocorreu na capital gaúcha, na sede da Famurs, a fim de tratar da situação, que assola todos os produtores rurais do Estado. Em relação à Soledade, Aline Moraes Maciel, coordenadora da Defesa Civil esteve presente.

“Participamos desta reunião que envolveu as diversas lideranças que representam os municípios gaúchos e lá nos foi apresentado a preocupação em torno do problema e a realidade dos diversos locais e Soledade está classificada como um dos mais prejudicados”, ressalta Aline.

Conforme Aline, a chuva ocorrida nesta sexta-feira,10/01, é vista como benéfica, mas não ameniza as dificuldades enfrentadas quanto aos produtores que plantaram mais cedo. “Toda a chuva que vier é bem-vinda, contudo já temos muitas perdas, o que pudemos analisar, conforme com o que foi nos passado na reunião, é que as perdas são de aproximadamente 30% em relação às culturas. Já quanto ao milho, os prejuízos chegam a 70%.Com isso, as consequências são uma menor safra e uma qualidade dos produtos mais baixa”.

A coordenadora da defesa civil ressalta ainda, que o decreto de situação de emergência se faz importante a fim do auxílio ao produtor rural. “Se faz necessário, pois precisamos ajudar o nosso agricultor, quanto ao Proagro e demais financiamentos, para que eles tenham um respaldo referente aos danos vivenciados nesta safra”.

“Pedimos encarecidamente a população da cidade e do interior que não desperdicem água, que evitem o gasto excessivo. Agora teremos uns dias de chuva, entretanto, a gravidade do problema será no mês de fevereiro, momento em que não há previsão de índices pluviométricos”, destaca Aline.

Na próxima segunda-feira, 13/01, haverá uma reunião na sala dos conselhos, no Centro Cultural em Soledade, onde estarão reunidos membros da Emater, dos órgãos ligados à Agricultura, assim como da Defesa Cilvil, com o objetivo de dar continuidade ao trabalho relacionado ao decreto de situação de emergência pelo município. 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais