Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Programa de Domingo
19:00:00
 
 

Bom para a integração, bom para a saúde

por José Salvador Maculan

O mate era utilizado pelos índios Guairá que faziam uma bebida sorvida através de um pequeno canudo de taquara

Foto: Divulgação

A erva mate é um produto constituído de folhas e ramos das variedades de Ilex paraguariensis.

A primeira observação sobre o uso da erva mate surgiu em 1554, pelo General paraguaio Irala. O mate era utilizado pelos índios Guairá. Eles faziam uma bebida com as folhas esmigalhadas, colocadas em pequenos recipientes, sorvidas através de um pequeno canudo de taquara em cuja base havia um trançado de fibras que impedia a passagem dos fragmentos de folhas.

Com o costume incorporado à cultura gaúcha, hoje o chimarrão é um dos produtos mais consumidos em nosso estado. E suas propriedades vem sendo largamente estudadas.

Diversos estudos apontam que esta erva contem substâncias bioativas – cafeína, ácidos fenólicos e flavonóides – que contribuem para a nossa saúde. Eles absorvem e neutralizam os radicais livres produzidos pelo nosso corpo atuando, assim, na prevenção de diversas doenças como o câncer, doenças cardiovasculares, etc. a cafeína faz com que a erva seja bastante estimulante.

Um estudo realizado pela Universidade Federal de Santa Catarina comprovou que ingerir 1 xícara do chá de erva mate tostada, 10 minutos antes ou depois das refeições, inibe a absorção do colesterol. O efeito da medicação também foi potencializado. Claro que devemos lembrar que ela também inibe a absorção do Ferro, então os benefícios devem ser medidos.

Já no que diz respeito ao Diabetes, voluntários que ingeriram o chá durante 2 meses tiveram a redução de 10% na produção da glicose.

Como sempre, alguns cuidados devem ser tomados:

  1. A água deve atingir, no máximo, 90°C (sem ferver) – temperaturas elevadas tem relação com alguns tipos de câncer, como o de boca;
  2. Alguns efeitos colaterais podem ser observados, como dor de estômago (para pessoas com gastrite), irritação na boca, insônia e taquicardia;
  3. Por ser estimulante, gestantes devem evitar o uso da erva mate;
  4. Por ser estimulante e poder causar insônia, o uso à noite é desaconselhado;
  5. Seu uso não exclui uma dieta saudável e atividade física regular.

Fonte:  Nutricionista Ana Daniela Carnieletto

Para acompanhar o áudio desta matéria basta clicar no ícone abaixo

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais