Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

"É bonito de se ver mas também é bastante triste, pois parte do Brasil está queimando"

Baixar Áudio por Ana Lúcia Jacomini

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria

Resíduos das queimadas no Pantanal e Amazonia chegaram ao Rio Grande do Sul
Foto: Reprodução/Cesar Crestani

Você reparou no sol e na lua, nestes últimos dias? Eles não parecem normais, não é mesmo? Bem, sol e lua alaranjados e/ou avermelhados, névoa densa, dia amarelado. Tudo isso é consequência das queimadas na região do Pantanal. Em resumo, o problema está na atmosfera. Com ventos soprando do quadrante norte, os resíduos da queima da biomassa nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, nos países de fronteira com o Brasil e até mesmo da Amazônia, chegaram ao Rio Grande do Sul.

A explicação é da meteorologista Catia Valente, da Somar Meteorologia. Em entrevista para a Tua Rádio Alvorada, ela detalhou que embora seja bonito de ver os tons do sol e da lua, é triste pensar que parte do Brasil está queimando. Para nós, ela antecipa que neste final de semana já deva chover e amenizar a quantidade de fuligem na atmosfera, mas por lá, o problema está um pouco mais longe de acabar. De acordo com Catia Valente, a quantidade de fuligem na atmosfera na altura do Rio Grande do Sul, é histórica. A coloração do céu nesta sexta-feira, 02/10, foi atípica em quase toda a metade norte gaúcha e também na região metropolitana.

Conforme publicação do Inmet – Instituto Nacional de Meteorologia, é comum a lua fica amarelada ou alaranjada quando ela se encontra baixa no céu, mais perto do horizonte. O mesmo ocorre com o sol, quando ele está se pondo, por exemplo, dado ao fenômeno da dispersão da luz ou da radiação eletromagnética, quando a luz viaja por sólidos, líquidos e gases. Para se ter uma ideia, a dispersão da luz solar na atmosfera é a principal razão pela qual o céu é azul. Porém, nos últimos dias e noites, sol e lua estavam alaranjados e por vezes avermelhados, no alto do céu, indicando a grande presença de material particulado em suspensão, no caso a fumaça de queima da biomassa das regiões do Pantanal e da Amazônia.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais