Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Brasil goleia Chile por 3 a 0 em São Paulo

por Ivan Sgarabotto

Seleção brasileira encerra Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 isolado na liderança com 41 pontos

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A Seleção Brasileira se despediu das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 na Rússia nesta terça, 10, com goleada. No Allianz Parque, em São Paulo, o time comandado por Tite venceu o Chile por 3 a 0, com gols de Paulinho e Gabriel Jesus (duas vezes).

O Brasil encerra a competição isolado na liderança, com 41 pontos em 18 jogos. Além disso, terminou como o time que mais venceu (12 vezes), o que menos perdeu (apenas uma derrota), o de melhor ataque (40 gols a favor) e o que possui a melhor defesa (apenas 11 gols sofridos).

Maior campeã e única equipe a participar de todas as edições da Copa do Mundo, a Seleção Brasileira entrou em campo com a vaga para a Rússia garantida. Apesar de um começo irregular nas Eliminatórias, com apenas duas vitórias e 50% de aproveitamento em seis jogos, a Canarinho ressurgiu sob o comando do técnico Tite e terminou o torneio na liderança, com 41 pontos, melhor desempenho brasileiro na história das Eliminatórias. A equipe foi também a primeira a carimbar o passaporte rumo ao mundial do ano que vem.

A estreia do treinador marcou a arrancada do time até a Copa. Diante do Equador, no dia 1º de setembro de 2016, um triunfo por 3 a 0 encerrou um jejum de mais 30 anos sem vencer na altitude equatoriana. De lá pra cá, foram mais nove vitórias, dois empates e nenhuma derrota. A classificação veio no duelo contra o Paraguai pela 14ª rodada, que terminou com o mesmo placar de 3 a 0 para o Brasil. Nesses 12 jogos, o ataque brasileiro balançou as redes 30 vezes, enquanto a defesa foi vazada em apenas três oportunidades.

A Seleção Brasileira encerra sua participação com 41 pontos em 18 partidas - 12 vitórias, cinco empates, uma derrota, 41 gols feitos e 11 gols sofridos - pontuação inédita e que entra para história da Canarinho no torneio qualificatório como a maior desde que o atual sistema de disputa foi implantado, em 1998. Até então, o recorde era de 34 pontos, número que se repetiu tanto nas Eliminatórias de 2006 quanto na de 2010. 

A última e decisiva rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo Rússia 2018, terminou com mais três seleções sul-americanas garantidas no mundial: Uruguai, Argentina e Colômbia. O Peru, quinto colocado, vai jogar a repescagem contra a Nova Zelândia.

O Allianz Parque foi palco de uma noite histórica. O duelo entre Brasil e Chile, válido pela última rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA Rússia 2018, registrou a maior arrecadação que uma partida de futebol no país já viu. O confronto vencido pela Canarinho pelo placar de 3 a 0, teve uma renda de R$ 15.118.391,02 milhões, com 41.008 pagantes.

Para alcançar o recorde, a partida diante dos chilenos superou a final da Copa Libertadores da América de 2013, conquistada pelo Atlético-MG diante dos paraguaios do Olímpia, no Mineirão. A decisão continental teve 56.557 pagantes e registrou uma renda de R$ 14.176.146,00.

Agora, a Seleção Brasileira aparece também com a terceira e quarta maiores rendas do futebol no país. Em novembro do ano passado, 53.490 pessoas pagaram para ver o triunfo sobre a Argentina no Mineirão, por 3 a 0, rendendo um total de R$ 12.726.250,00. Na quarta colocação está o duelo diante do Paraguai, na Arena Corinthians, em São Paulo, com uma renda de R$ 12.323.925,00, e 44.378 pagantes. 

Em novembro, a Seleção fará dois amistosos. No dia 10, sexta-feira, o adversário será o Japão, na cidade de Lille, na França. Já no dia 14 de novembro, terça-feira, o Brasil encara a tradicional seleção da Inglaterra, no estádio de Wembley, em Londres.

A Seleção Brasileira terá ainda o encontro com a Alemanha. O esperado duelo acontecerá no dia 27 de março de 2018, dois meses antes da Copa do Mundo. 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários