Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
19:00:00
A Voz Do Brasil
20:00:00
 
 

Setores do desenvolvimento econômico realizam evento de inovação em Marau

Baixar Áudio por João Pedro Varal Tartari

Uma das principais expectativas é a criação de um hub de inovação e a realização de um evento summit no município

Ocorreu no final da tarde desta terça-feira, 10/05, o Encontro de Implementação do Ecossistema de Inovação na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Marau. O evento teve como intenção realizar uma sensibilização da comunidade para ampliar o entendimento sobre o que é inovação e qual a importância de um ecossistema no município. Ele foi realizado pelo poder público marauense, pela Associação Comercial, Industrial, Serviços e Agropecuária de Marau (ACIM) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE).

A secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Marau, Caroline Casanova, afirma que o encontro não se trata de um lançamento. “O movimento de hoje é esse, para que a pessoa possa ir lá, entender o que é inovação, como funciona um ecossistema, como a pessoa faz para estar participando junto de um projeto de inovação, ou como startup, ou como investidor.” 

Ela também explica que uma das ideias é realizar um encontro no formato dos “summits” que acontecem na região. “Estamos fazendo esse movimento para, quem sabe, daqui uns dias, Marau fazer um evento desse porte”, explica Caroline comentando que acha que “esse engajamento que está acontecendo entre os envolvidos [na organização do Ecossistema de Inovação], está sendo bastante importante e consigo enxergar, no futuro, bons frutos que serão colhidos”.

Outra autoridade presente foi o presidente da ACIM, Gustavo Ferreira, que nota uma animação da organização. “Está todo mundo muito empolgado, porque sabe que Marau tem potencial real para provocar transformações no estado a partir dos exemplos que vão ser construídos aqui”, afirma.

Ele explica que a inovação não acontece só nas empresas, mas pode ser realizada por pessoas físicas da comunidade também, modelo conhecido como ‘inovação aberta’. “Quem que são os agentes mais importantes em um ecossistema? São as pessoas e as empresas, então, para que o nosso pré-acordo como iniciativa privada e inciativa pública funcione, nós precisamos criar um conjunto de movimentos que têm vazão e uma base forte, para que seja estruturado.”

A semente da inovação

Para explicar algumas questões específicas no tema da inovação, se fez presente o diretor da F2 Gestão Empresarial, entidade que vai implantar o Ecossistema de Inovação, Flaviano Gastão Júnior. Trabalhando com inovação desde 1995, ele comentou que a importância de municípios como Marau implementarem a prática é não parar no tempo. 

“A gente vê cidades que não evoluíram e viraram, praticamente, um faroeste – e isso vale para as empresas também: empresas que não inovarem, vão parar no tempo”, comenta. Ainda, segundo Flaviano, a inovação colabora para o desenvolvimento social, econômico e urbano. “Cidades que investem em inovação têm esse retorno direto nesses três pilares.”

O diretor explica que o programa que será desenvolvido em Marau conta com 11 encontros, mas quem define o ritmo das atividades são os participantes. “Aqui a gente vai plantar a semente, começar o trabalho de desenvolvimento, mas a inovação não tem linha de chegada, então ela é permanente, ela nunca para.”


Para ouvir a entrevista com Flaviano Gastão Júnior, clique em 'ouvir notícia'. O botão com acesso para o áudio está localizado acima da foto.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais