Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
 
 

Preço dos automóveis vai baixar? Entenda os motivos da alta

por Bruno Roso
Foto: Divulgação/Canva

“Não tão cedo” essa é a resposta curta e direta dita por Luiz Carlos Moraes, presidente da ANFAVEA – Associação das fabricantes de veículos brasileira, respondendo sobre uma possível baixa dos preços dos automóveis.De acordo com ele, uma estabilidade no preço pode ocorrer a partir do segundo semestre deste ano e uma baixa somente a partir de 2023.

O economista Guilherme Moreira, coordenador do Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), explicou à reportagem de GZH que todos os insumos utilizados na fabricação dos carros tiveram aumento de custo, como é o caso do aço, do cobre e do alumínio. Outro forte indicador para elevação foi a crise dos semicondutores, que restringiu a produção em fábricas do mundo todo por falta do implemento.  

Segundo indicador da Fipe, a alta nos automóveis usados chegou a 34,15% em 2021. Mesmo assim, no Rio Grande do Sul, o mercado de carros seminovos e usados vive forte aquecimento, confirma o presidente da Associação dos Revendedores de Veículos Automotores do RS (Agenciauto/Fenauto-RS), Rodrigo Dotto. De 2020 para 2021, o setor registrou aumento geral de vendas de 12%. Avanço em cima de uma base que já vinha alta, de cerca de 30% no ano anterior. 

Enquanto os carros seminovos vivem boa fase, os novos sofrem com a inflação acumulada, tendo fechado 2021 em 19,97%, acima do índice geral, o IPC (9,73%). Um exemplo disso é o Onix, considerado líder da categoria e um dos mais vendidos no Brasil, que custava cerca de R$ 70 mil pré-pandemia, hoje é encontrado por R$ 95 mil, dependendo do modelo.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais