Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:00:00
Paz e Bem
12:10:00
 
 

Exército investe em qualificação para recrutamento e ingresso na carreira militar

por Camila Agostini

“Logo, o número de vagas poderá ser menor que a demanda para ingresso nas Forças Armadas”, diz Tenente Coronel da EASA

Oficiais estiveram no município nesta semana
Foto: Luiz Carlos Rodrigues de Lima / Tua Rádio Alvorada

“Um cidadão muito bem qualificado para adentrar às Forças Armadas”. Com estas palavras o Tenente Coronel Ricardo de Freitas Silva, da escola de Aperfeiçoamento de Sargentos das Armas - EASA, de Cruz Alta, resumiu o perfil dos jovens de Marau, que realizaram o alistamento militar em 2019. Entre os dias 10 e 12/09, o Exército esteve no município, onde 280 marauenses, nascidos em 2001, passaram pela primeira inspeção de saúde após o alistamento. São jovens com “boa formação familiar, muito deles já ingressos no ensino superior ou se preparando para o Enem”, ressalta, ainda, o Coronel Silva.

Segundo o militar, a meta primordial de recrutamento, atualmente, é buscar o aperfeiçoamento dos recursos humanos, com base em avaliações do perfil psicológico, moral e intelectual dos ingressos. Outro detalhe com relação à formação dos jovens, conforme Silva, está relacionado ao conhecimento da língua estrangeira que já é exigido para a inserção nos quadros oficiais da carreira militar. Em 2019, por exemplo, o requisito  foi um dos critérios de seleção entre os candidatos do concurso para Escola de Sargento das Armas. “Nossa Força Terrestre tem constante processo de aprimoramento. Todo o militar de carreira tem formação intensa, pautada em pelo menos três vetores que culminam com a pós-graduação e o acesso aos altos estudos militares, para que ele possa, dentro do desempenho da função, ser o melhor recurso humano possível para a nação”, explica o tenente.

Do efetivo avaliado na inspeção de saúde inicial, cerca de 70% prossegue para a segunda etapa, que acontece em fevereiro de 2020, na EASA, em Cruz Alta. O número de dispensados, porém, ainda é superior aos selecionados a servirem. “Aproximadamente 80% deles, conforme indicativos verificados em todo o país”, afirma Silva. Manifestação recorrente tem sido de familiares que apelam aos oficiais pelo recrutamento dos filhos. De acordo com o Tenente Coronel Silva, muitas vezes, os pais identificam nos valores presentes no cerne do Exército, o perfil esperado para que o filho possa atingir a formação moral, de patriotismo e a capacidade para superar problemas no âmbito profissional e familiar.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais