Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Período da Piracema no Brasil inciou com fiscalização redobrada

Baixar Áudio por Liliana Trentini

Caso ocorra a apreensão de redes, os proprietários são autuados com multas que variam de R$ 700,00 a R$ 1.000,00

(Foto: Reprodução/ goiasfly)
Foto: Divulgação

A época da piracema já está aberta, o período vigente no Brasil iniciou ainda no dia 1º de outubro e segue até o dia 28 de fevereiro. O nome “piracema” vem do tupi, que quer dizer “saída do peixe”. Desse modo, é quando os peixes migram e perdem muita energia por conta da migração, permanecem em cardumes e ficam menos seletivos quanto a alimentação.

Segundo Bernardo Franceschi, especialista sobre Caça e Pesca, nesses meses os peixes em cardume e com a alimentação menos seletiva possuem mais chances de captura. Por isso, a fiscalização nesse período é maior, onde é fiscalizada pela Polícia Ambiental junto com o IBAMA- Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.

O objetivo da fiscalização é a de manter a quantidade adequada de peixes nos rios, onde que a captura, na piracema, se torna exagerada por conta da vulnerabilidade dos animais. “Infelizmente tem muitas pessoas que pescam com rede para a venda ilegal, por isso a fiscalização a cada ano tende a ser redobrada,” destacou Bernardo.

Por outro lado, conforme garante Bernardo, a pesca na piracema não é totalmente proibida, somente é autorizada a pesca em rios por linha de mão. As redes apenas são autorizadas em criações particulares, como por exemplo, em açudes.

Os únicos peixes que podem ser pescados durante o ano inteiro são os animais que foram introduzidos nas regiões brasileiras, bem como as tilápias que vieram da África e os carpas que vieram da China. Porém, os animais tradicionais da bacia brasileira são rigorosamente protegidos desde o dia 1º de outubro até 28/02.

Caso ocorra a apreensão de redes, os proprietários são autuados com multas que variam de R$ 700,00 a R$ 100 mil. 

Ouça a entrevista na íntegra.

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários