Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

No úlitmo dia da campanha, ainda há pecuaristas que não vacinaram o rebanho contra a aftosa

por Camila Agostini

Pouco mais de 200 doses estavam disposíveis para a compra em Marau

Foto: Fernando Dias

Foi prorrogado, no Rio Grande do Sul, o prazo para vacinação contra febre aftosa. A aplicação pode ser feita até esta segunda-feira, 10/12. A prorrogação foi solicitada pela Secretaria de Agricultura devido à falta da vacina disponível no comércio agropecuário, em diversas regiões do Estado. Nem mesmo as distribuidoras do RS tinham o produto disponível para comercialização. 

A coordenadoria do programa de combate à aftosa ressalta a importância da vacinação para proteção do rebanho gaúcho e explica que o Ministério da Agricultura tem um planejamento para evolução do status sanitário do Brasil, que prevê a retirada da vacina no Rio Grande do Sul em 2021.

Com a ampliação do prazo para realizar a imunização, a comprovação também se estende e se encerrará no dia 17. Os locais para compra das vacinas podem ser consultados no site: http://www.agricultura.rs.gov.br/aftosa

Até o fim da manhã desta segunda-feira, 10/12, ainda restavam em Marau 25 produtores que não comprovaram a vacinação. Este número representa um total de 379 animais que não receberam a vacina. Nos demais municípios de abrangência da Inspetoria Veterinária de Marau, a situação, às véspras do término do prazo, era a seguinte:

Camargo: 10 produtores inadimplentes (116 animais)

Nova Alvorada: 59 produtores inadimplentes   (367 animais)

Vila Maria: 64 produtores inadimplentes (824 animais)

Em Marau, nenhuma das quatro agropecuárias credenciadas para a comercialização da vacina tem doses disponíveis. Mais infomações podem ser obtidas pelo fone 3342 5380.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais