Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

Produtores de Gentil são incentivados à piscicultura comercial

por Ana Lúcia Jacomini

Programa é coordenado pela Emater

Produtores que quiserem aderir ao projeto devem inscrever-se junto à Secretaria Municipal da Agricultura
Foto: Divulgação/Emater

Os produtores do município de Gentil estão tendo a oportunidade de melhorar e ajustar seus açudes para a produção comercial de peixes. Por meio de um Programa Municipal, os produtores poderão receber incentivos à reativação de açudes e à piscicultura. O Programa prevê o auxílio de máquinas para a reativação de açudes assoreados, mal locados ou inadequados e a sua adaptação para piscicultura comercial.

De acordo com o engenheiro agrônomo e extensionista da Emater, Adriano Nunes de Almeida, os produtores que desejarem fazer as melhorias devem inscrever-se junto à Secretaria Municipal da Agricultura para encaminhar a documentação de identificação e licenciamento das obras a serem executadas nas propriedades. O extensionista explica que os locais serão vistoriados pela Secretaria para licenciamento e ficam no aguardo da execução. Segundo ele, os produtores que optam pela orientação da Emater, para posterior criação de peixes, têm direito a dez horas de máquinas custeadas pela prefeitura. Os demais têm direito a cinco horas de uso de máquinas.

Ainda conforme prevê o Programa, os produtores que farão criação de peixes receberão assistência da Emater para adequação do açude para piscicultura, orientação de processo de construção, manejo e qualidade de água e orientação de criação. Posteriormente, o técnico também auxiliará na calagem e adubação do açude, controle de predadores, adequação do leito do açude, cálculo do número de alevinos, alimentação, encomenda, soltura e acompanhamento do desenvolvimento dos animais. O extensionista explica que o sistema de criação preconizado pela Instituição é o de policultivo de carpas, que consiste no sistema semi-intensivo, que utiliza recursos próprios da propriedade para alimentar os peixes, tendo melhor viabilidade econômica em relação à produção baseada exclusivamente com ração de origem externa.

Alguns agricultores do município estão com peixes alojados desde o início deste verão (2019/2020), alguns em processo de adequação de tanques e outros, em licenciamento. A ideia é de que a comercialização seja feita no mercado local, no entanto, se houver adesão de muitos produtores, haverá possibilidade de ampliação para venda no mercado regional.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais