Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Bairro Petrópolis concentra focos de mosquito da dengue em Caxias do Sul

Baixar Áudio por Daniel Lucas Rodrigues

Foram encontrados seis criadouros para o mosquito. Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, a diretora de Vigilância Ambiental, Sandra Tonet, alerta para os cuidados da população com objetos que acumulem água

Foto: EBC/Divulgação

Caxias do Sul notificou nesta semana o primeiro caso de dengue contraído dentro do município neste ano. O perfil é de uma mulher, de 40 anos, moradora do bairro Petrópolis, que se encontra com a saúde estável e está em tratamento domiciliar. A Secretaria da Saúde (SMS) monitora o quadro da paciente. Além dela, a pasta registrou mais nove casos adquiridos fora da cidade. Nenhum deles é considerado grave.

Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, a diretora do setor de Vigilância Ambiental, Sandra Tonet, conta que foram encontrados 19 focos do Aedes Aegypti, em oito bairros diferentes: Bela Vista, Centenário, De Lazzer, Cruzeiro, Nossa Senhora da Saúde, Petrópolis, Pio X e Santa Corona. A maioria foi achado em tonéis, tambores, pneus, vasos de flor, lixeiras, potes de alimento jogados no pátio de casa, caixa d’água, balde, regador e tanque plástico. Os objetos acumulavam água parada, criadouro para o mosquito.

“Fazemos uma visita peridomiciliar, onde fiscalizamos as laterais, à frente e os fundos das residências. Também orientamos o contribuinte a estar verificando seu pátio, nesse momento muitos estão em casa, e precisamos da colaboração de todos. A prevenção começa com a comunidade.”, fala Tonet sobre a atuação do setor no combate à doença.

O bairro Petrópolis é o mais afetado pela dengue, onde foram registrados seis focos. Conforme Tonet, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), localizadas nos arredores do bairro, receberão capacitação sobre o tema. Outra ação é intensificar a fiscalização e o trabalho de orientação.

“Nesse momento, não vamos parar com as visitas técnicas, pois são essenciais. Nada melhor do que receber o agente à endemia. É importante manter o distanciamento, mas é preciso ouvir as instruções dos servidores.”, completa.

O mosquito Aedes Aegypti causa também as doenças zika e chikungunya. Para denunciar um criadouro do mosquito, pode ligar pelo 156, no Alô Caxias, ou para o setor de Vigilância Ambiental, pelo telefone 3901.2503.

Clique na aba “Ouvir Notícias” e confira a entrevista completa concedida ao repórter Rodrigo Fischer.

Medidas preventivas contra a dengue

- Evite usar vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda;

- Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

- Mantenha lixeiras tampadas;

- Mantenha a caixa de água fechada;

- Limpe as calhas;

- Trate a água de piscinas com cloro e limpe-a uma vez por semana;

- Não acumule lixo.

Preste atenção aos sintomas

- Febre

- Dor de cabeça

- Náusea/vômito

- Dor nas articulações e atrás dos olhos.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais