Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Hemocentro soma 84 doações de plaquetas em 2019

Baixar Áudio por Clayton Camargo

Em 2018 foram contabilizados um total de 92 doações

Foto: EBC

A doação de plaquetas não é tão divulgado quanto a doação de sangue convencional, e isso faz com que muitos não tenham o conhecimento sobre o tema, processo e como fazer para ser um doador.

As plaquetas são fragmentos citoplasmáticos anucleados presentes no sangue e têm como função principal participar do processo de coagulação do sangue, ou seja, a formação de coágulos.

Quando uma pessoa doa sangue, já é feito um processo para extrair as plaquetas, mas só uma unidade de plaqueta é extraída. Quando há a doação de plaquetas pelo método de aférese o processo é diferente e leva mais tempo que a doação convencional de sangue, porém é possível coletar até 10 unidades de plaquetas, como destacou o Gerente de Enfermagem, Marcos Vinicius da Silva Carvalho.

Para ser doador de plaquetas é necessário já ser doador de sangue, para que seja conhecido o perfil do mesmo. O doador é convocado, ou seja, ele não pode simplesmente comparecer em um dia em que não foi chamado para fazer o procedimento. Isso acontece porque o tempo de vida das plaquetas é de cinco dias e a necessidade depende do quanto ainda tem em estoque.

Ainda segundo Marcos de janeiro até o dia 31 de julho já foram feitas 84 doações de plaquetas pelo método de aférese. Um número alto, comparado ao ano de 2018 que no ano inteiro contabilizou um total de 92 doações.

Devido ao processo para a doação de plaquetas o número de doadores homens é maior do que de mulheres, como explica o gerente de enfermagem.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais