Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Pesquisadores desenvolvem método para medir glicose pela saliva

Baixar Áudio por Tales Giovani Armiliato

Método criado pela Unisc permite analisar cinco parâmetros com a mesma precisão de um exame de sangue

Método consiste na análise da saliva com luz infravermelha no espectrômetro FT-IR
Foto: Unisc/ Divulgação

Um estudo desenvolvido junto ao Programa de Pós-Graduação em Promoção da Saúde da Unisc - Mestrado e Doutorado (PPGPS) está propondo um novo método para o diagnóstico de problemas de saúde, como excesso de glicose, colesterol e triglicerídios. A pesquisa é resultante da dissertação de mestrado de Rosileidi Pappen Umpierres, com a orientação do professor Valeriano Antonio Corbellini e com a co-orientação da professora Hildegard Hedwig Pohl.

Na prática, o método consiste na análise da saliva com luz infravermelha no espectrômetro FT-IR, podendo se tornar uma alternativa mais rápida na prevenção de doenças causadas por altas taxas de açúcar e gordura no sangue. Um programa de computador lê as informações e dá o diagnóstico logo depois da coleta. De sua parte, o paciente precisa apenas depositar um pouco de saliva em um recipiente que é transportado para o equipamento.

A técnica utilizada é a Espectroscopia de Absorção Molecular no Infravermelho com Transformada de Fourier. No entanto, o método aperfeiçoado na Unisc não substitui as análises de sangue tradicionais, mas traz agilidade para obter o resultado como benefício de seu uso.

Graduada em Odontologia, professora na Unisc e agora mestre em Promoção da Saúde, Rosileidi Pappen Umpierres ressaltou durante entrevista à Tua Rádio São Francisco de Caxias do Sul, que um reagente químico leva até 30 minutos para identificar a avaliação no sangue, enquanto o método por FT-IR faz esse processo de 30 a 40 análises ao mesmo tempo. “A ideia dessa proposta é poder contribuir para o aperfeiçoamento dos serviços que são oferecidos na saúde pública, salientou.

Apesar da validação pelo curso de Medicina da Unisc, para que a análise se torne uma alternativa no SUS, por exemplo, o método precisa ser validado pelo Governo Federal. Para tanto, a pesquisa será submetida à Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Acompanhe, em áudio, entrevista com a professora na Unisc e agora mestre em Promoção da Saúde, Rosileidi Pappen Umpierres. 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais