Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Forqueta: a comunidade que usou da amizade para reconstruir a escola do bairro

Baixar Áudio por Rodrigo Fischer

Conheça a história da Escola Estadual de Ensino Médio José Generosi, que recebeu mudanças na infraestrutura do prédio por conta da união de moradores

Foto: Viviane Settin
Foto: Viviane Settin/Divulgação

Em 20 de julho comemoramos o Dia do Amigo e o Dia Internacional da Amizade. Data colocada para celebrar o espírito de fraternidade e de união entre as pessoas.

Em Caxias do Sul, um bairro do interior da cidade entendeu que a amizade entre uma comunidade pode ultrapassar barreiras. Em Forqueta, a palavra amigo serviu para mudar a realidade de um colégio querido pelos moradores: a Escola Estadual de Ensino Médio José Generosi.

O prédio de madeira era conhecido por seus problemas de infraestrutura, que resultaram no fechamento de salas de aula, laboratórios e refeitório. Em 2013, a escola praticamente estava em estado de interdição. Porém, em fevereiro de 2016, o carinho e a amizade pelo local fizeram com que uma força-tarefa fosse criada na comunidade para mudar a cara da escola. Por meio de doações, o mutirão resultou na substituição do telhado, troca de janelas, uma nova pintura na madeira, entre outras diversas melhorias.

Mas, quem foi à cabeça pensante para essas ações? A resposta está em uma ex-aluna da escola, que morou há 30 anos em Forqueta e criou uma forte identidade com a comunidade e o colégio. Hoje, residente no bairro São Pelegrino, Denise Bampi contou como surgiu à ideia para ajudar a mudar os rumos da escola. “Bateu na minha porta um menino que estava fazendo uma ação social para ajudar uma escola, pedindo um auxílio para um professor de futsal que estava tentando arrumar uma quadra. Nisso eu perguntei de qual escola era, então, para minha surpresa se tratava da José Generosi. A partir daí, fui me inteirar da situação da escola e fiz uma visita ao colégio.”, afirmou Denise.

A mudança

Em um primeiro momento, Denise realizou, junto com seu grupo de escoteiros, um abraço ao redor da José Generosi, como forma de apoio pela escola. Porém, ela contou como conseguiu a mobilização de tanta gente da comunidade forquetense. “Nas férias, em 2016, antes das aulas começarem, iniciei um contato com os moradores de Forqueta para fazer um mutirão para começar uma limpeza (na escola). Mas, a ação tomou uma dimensão, de um falando ao outro, que não tenho nem explicação para isso”, avaliou a ex-aluna.

Essa primeira mobilização resultou na criação do grupo de Facebook “Amigos da José Generosi”, onde eram postados fotos e textos sobre as ações em prol da escola, além de agradecimentos aos ajudantes e aos doadores dos materiais. A partir disso, mais mudanças apareceram. “ (...) em questão de dias, conseguimos mais de 1.400 amigos no grupo da escola. A partir disso, fomos criando ações, vendo a necessidade, além de começar a aparecer pessoas oferecendo ajuda.”, detalhou Denise.

Mais uma transformação na escola

Há seis anos na direção da escola, a professora Suzana de Barros contou que as obras impactaram em um ambiente melhor para o trabalho. Segundo ela, as reformas propiciaram mais vontade de estar no colégio e tornou o local mais colorido aos alunos e professores.

Esse processo de mudança foi contínuo. Em julho de 2017, o espírito de união e amizade pela escola já faziam parte da comunidade de Forqueta. Graças a isso, um espaço, interditado desde 2013, foi reaberto para os alunos. Laboratório de informática, cozinha e um novo refeitório foram reconstruídos na José Generosi. Conforme Denise, a partir de dois almoços foi levantada verbas para a revitalização do local em interdição. “Em uma semana, no grupo de amigos da escola, eu coloquei uma lista de alimentos para preencher a quantidade necessitada para um dos almoços. Conseguimos todas as doações para, praticamente, receber mil pessoas no Salão da Igreja da comunidade”, ressaltou Denise.

As obras melhoraram em tudo a escola, resultando na volta de antigos alunos, conforme afirmou Suzana. “A obra serviu para dar mais tranquilidade aos pais, não oferecendo mais risco aos alunos. Com isso, muitas pessoas voltaram a procurar a escola por toda a mobilização e trabalho realizado”, detalhou a diretora.

Ela ainda explicou que essa nova obra proporcionou outras melhorias na escola, como a colocação de internet Wi-Fi aos alunos. “Com a reforma, o laboratório de informática foi arrumado e isso possibilitou que a escola buscasse rede de internet, que atende à necessidade dos educadores e alunos. Nós temos Wi-Fi na sala dos professores, na biblioteca, na sala de vídeos e nos laboratórios de ciências e de informática. ”, completou.

O vínculo, o amor e a amizade por Forqueta fizeram com que uma comunidade fosse à busca de melhorias para a escola José Generosi, visualizando a importância histórica e educativa desse patrimônio para Forqueta. Denise e Suzana não cruzaram os braços e esperaram o poder público, resolvendo com suas forças mobilizar um bairro inteiro a procura de mudanças. Que a amizade de Forqueta inspire novas histórias.

(Ouça a matéria especial abaixo do título da notícia).

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais