Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Mais quatro escolas de Caxias do Sul entram em greve

Baixar Áudio por Rodrigo Fischer

Levantamento é do 1º núcleo do CPERS-Sindicato

Foto: Cristóvão de Mendoza/Divulgação

Mais quatro escolas de Caxias do Sul aderiram à greve estadual contra as reformas administrativas do governador Eduardo Leite. Isso é o que mostra o último levantamento do 1º núcleo do CPERS-Sindicato desta quinta-feira (21/11). Ao todo, 37 instituições de ensino entraram em greve total ou parcial.

O órgão aponta que nove escolas (Maguary, Irmãos Guerini, Irmão José Otão, Presidente Vargas, Dario Granja Sant’ana, Rachel Graziotin, Aristides Germani, Galópolis e Sílvio Stallivieri) estão com paralisação completa e 28 estão em greve parcial.

Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, o diretor geral do 1º núcleo do CPERS, David Carnizella, explica como mobiliza a comunidade escolar a aderir ao movimento. Segundo ele, uma equipe passa nas escolas e apresenta como as medidas do governador Eduardo Leite vão impactar os servidores, além de ouvir demandas dos professores.

“A gente está organizando com os colegas em greve para passar com o pessoal do 1º núcleo do CPERS [nas escolas]. Nisso, abordamos os principais temas do pacote [do governador Eduardo Leite], falando sobre como vai ficar a situação do estado a partir dessa reforma. Também ouvimos os colegas, até porque a greve é construída em conjunto.”, detalha.

Ele ainda conta que a greve recebe apoio da classe estudantil. Alunos do Cristóvão de Mendoza e do Evaristo de Antoni teriam realizado atos em favor da paralisação.

“A gente também está contando com o apoio dos estudantes. Ocorreram atos na escola João Triches e na Evaristo de Antoni, além de manifestações de estudantes do Cristóvão de Mendoza a favor da luta dos professores contra o pacote de medidas do governo Leite.”, reafirma.

Porém, os números vão de encontro com as informações da 4ª Coordenadoria Regional de Educação (4ª CRE), que solicita para as escolas enviar um comunicado oficial sobre o posicionamento diante da paralisação. De acordo com a entidade, quatro escolas (Maguary, Raquel Grazziotin, Dario Granja Sant’anna e Galópolis) da cidade estão em greve total, já em paralisação parcial, os índices estão de acordo com os passados pelo CPERS-Sindicato.

Uma nova assembleia com os professores está agendada para a próxima terça-feira, dia 26 de novembro, para discutir os próximos passos da greve.

(Ouça as entrevistas no "Ouvir notícia" abaixo da manchete).

Confira as escolas com greve parcial:

Cristóvão de Mendoza

Alexandre Zattera

Maria Araci Trindade Rojas

Olga Maria Kaiser

Julio Mangoni

Evaristo de Antoni

João Triches

Imigrante

Apolinário

Província de Mendoza

Sílvio Dal Zotto

Ivone Triches

José Generosi

São Tiago

Santa Catarina

José Fanton

Clauri Flores

Ivanyr Marchioro

Vivian Manggioni

João Pilati

Pio X

Frei Caneca

José Venzon Eberle

Emílio Meyer

Victorio Webber

Helen Keller

Clemente Pinto

EETCS

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais